O Ministério das Comunicações apresentou nesta segunda-feira (9) um novo plano para "universalização do acesso à internet" que vai levar banda larga fixa de qualidade e com uma velocidade média maior a praticamente todos os cantos do país. Trata-se do programa Brasil Inteligente.

Na verdade, ele é uma nova etapa do Programa Nacional de Banda Larga (PNBL), que iniciou em 2010 e quer levar a internet para 95% da população brasileira e aumentar para 70% o número de municípios com equipamento de fibra óptica até 2018. O número de acessos, tanto na fixa quanto na móvel, deve passar de 206 milhões para 300 milhões.

Além do aumento da cobertura, a velocidade média das conexões deve passar para 25 Mbps. A ideia era que esse valor fosse maior e as metas de cobertura fossem atingidas bem mais cedo, mas o ministro das Comunicações, André Figueiredo, admitiu ter que flexibilizar os prazos por conta da atual situação do país.

Mais boas notícias

Além da conexão doméstica, o PNBL também é bastante direcionado para a educação. O programa Minha Escola Mais Inteligente, desenvolvido pela Telebras, deve conectar 30 mil escolas públicas urbanas e rurais e 20 milhões de alunos até 2019 com banda larga, WiFi e media center. A prioridade de instalação será nas escolas com menores índices de avaliação e menores custos de implantação.

Além disso, segundo a Agência Brasil, foi anunciada a construção de seis cabos submarinos entre Brasil, Europa, África e Estados Unidos. A ideia é aumentar o número de saídas de dados e dar mais segurança às comunicações.

Cupons de desconto TecMundo: