A Huawei divulgou nesta terça-feira (12) o estudo chamado Índice Global de Conectividade 2016 (GCI). Trata-se de um relatório que mede o progresso de várias nações ao redor do globo em investimentos e implantação de Tecnologia da Informação e Comunicações (TICs). A ideia é que, quanto melhor posicionado o país, mais ele está próximo de atingir a chamada "digitalização econômica" — serviços implantados em massa, estáveis e com acessibilidade para várias camadas da população.

Segundo a Huawei, as principais melhorias em todo o mundo foram em cobertura e velocidade da banda larga, além de tecnologias de computação em nuvem, big data e Internet das Coisas (IoT). Esses são alguns dos 40 indicadores que ajudam a classificar os países no estudo.

O Brasil aparece em 30º lugar de 50 países, ocupando a mesma posição do ano passado. A banda larga foi tida como o destaque, especialmente o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL) e o Banda Larga para Todos. As próximas oportunidades do país estarão em Big Data e Cloud Computing, de acordo com a Huawei.

Veja a posição do Brasil e dos outros países.

Veja a tabela abaixo para conferir a posição do Brasil de acordo com a pontuação. Ficamos na lista intermediária, dos "Adopters", que são países com potenciais que estão no início da jornada pela conectividade.

As três primeiras economias desenvolvidas são Estados Unidos, Singapura e Suécia. O GCI 2016 diz ainda que o investimento em infraestrutura digital está relacionado com o crescimento do PIB, já que ele aumenta o dinamismo econômico, a eficiência e a produtividade. As dificuldades econômicas do Brasil podem, portanto, ter freado uma eventual subida. No geral, os níveis médios de conectividade nacional estão 5% maiores do que em 2015. Confira o estudo completo neste link (em inglês).

Você acha o Brasil avançado em tecnologias de informação e comunicação? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: