Quebrando a tradição da franquia de só liberar títulos numerados e as chamadas versões Prologue, Gran Turismo Sport foi anunciado com o foco em oferecer uma experiência digna de um eSport. Durante a BGS 2016, nós tivemos a chance de conferir uma das Demos do jogo no estande da Sony e agora trazemos nossas primeiras impressões para vocês.

Visualmente falando, não há dúvidas de que o jogo se focou em oferecer carros ricos em detalhes. Os veículos são realmente bem feitos e aproveitam bem as bases lançadas por Gran Turismo 6. No entanto, o mesmo não pode ser dito a respeito da pista e dos cenários. Na demonstração disponível no evento, a sensação que os gráficos do ambiente passavam é a de que realmente estávamos jogando o título para PlayStation 3.

Os gráficos dos cenários ainda pareceram básicos demais na Demo da BGS

Isso não significa que o jogo estava feio, de forma alguma. Ainda assim, o que se espera de um game feito exclusivamente para a geração atual é que vá um pouco bem além do que foi visto na anterior. Na Demo, também não pareceu haver qualquer tipo de efeito de colisão entre os carros, com algum tipo de marca nos carros. Esse elemento pode até nao ser essencial, mas enriqueceria bastante a experiência dos jogadores.

Experiência familiar

Por mais que a minha experiência pessoal com os jogos anteriores da franquia seja razoavelmente limitada e seja restrita ao uso do controle dualshock, a sensação que tive ao jogar no volante do estande da Sony é que o gameplay seguia fielmente o padrão da série. A resposta aos comandos e o peso do veículo na hora de acelerar, frear e fazer curvas foram elementos que passaram uma sensação de familiaridade.

Infelizmente, a Demo de Gran Turismo Sport na BGS não permitia que escolhêssemos outros modos de jogo ou que determinássemos quais tipos de assistência estariam ativados ou desativados. Dessa forma, ficamos restritos quanto às reais possibilidades oferecidas pelo jogo. Com base no contato controlado que tivemos com o game, o fato das batidas nas paredes e em outros competidores terem pouco efeito nos passaram uma sensação muito próxima de um título mais no estilo Arcade.

Dessa forma, podemos dizer que o fato do título ter sido adiado para 2017 para que os desenvolvedores tivesses tempo de aprimorar a experiência é algo que deve ser visto com bons olhos. Por mais que o jogo seja bonito e passe uma sensação agradável de familiaridade para os fãs da franquia, Gran Turismo Sport precisa mesmo desse investimento extra se quiser realmente entrar de cabeça no mundo das competições eletrônicas.

Via TecMundo Games.

Cupons de desconto TecMundo: