O futuro das conexões

Wi-Fi ou Bluetooth, qual dessas tecnologias você mais utiliza? Se você respondeu a primeira, você faz parte da maioria dos usuários que a utilizam para conexão com a internet e integração entre aparelhos. O Bluetooth, tido como um grande diferencial no seu lançamento, aos poucos perdeu força e hoje se tornou item acessório em muitos notebooks, netbooks e tablets.

Porém, de forma alguma isso significa que o Bluetooth está com o seus dias contados ou que o Wi-Fi já ganhou a disputa. As novas gerações das duas tecnologias apresentam muitas novidades e prometem colocar frente a frente Wi-Fi e Bluetooth na disputa pela preferência do público. Qual delas sobreviverá?

Bluetooth 4.0

Bluetooth 4.0

O Bluetooth 3.0, no ano passado, trouxe uma velocidade muito maior do que a versão anterior (2.0), ao integrar o padrão de comunicação IEEE 802.11 — utilizado antes somente para conexões de internet wireless. Sendo assim, a tecnologia passa a transmitir um mínimo de 11 Mbps e um máximo de 54 Mbps.

Já a versão 4.0 alcança os mesmos patamares de transmissão de dados, porém com menor consumo de energia. Aliás, esse é o grande diferencial da nova versão do Bluetooth. A criptografia de dados é feita via AES 128 bits.

Infelizmente, o maior empecilho para que a quarta versão não vingue no mercado é a sua incompatibilidade com as versões anteriores. Ou seja, será preciso substituir o seu dispositivo atual por um novo ou, na melhor das hipóteses, comprar um equipamento de nova geração que já venha com o novo dispositivo embutido.

Isso significa também que os dispositivos atuais de Bluetooh ficariam obsoletos e o impasse faria com que o usuário fosse, ao menos por um tempo, obrigado a ter um equipamento compatível com as duas versões, o que provavelmente significaria alguns reais a mais no custo final.

Os primeiros dispositivos compatíveis com Bluetooth 4.0 devem começar a chegar ao mercado no primeiro trimestre de 2011, adaptados aos modelos mais avançados de aparelhos que requerem ou se utilizam desse formato tecnológico.

Wi-Fi Direct

Wi-Fi AllianceEm relação ao seu concorrente direto, o Wi-Fi Direct se apresenta em um primeiro momento como um postulante mais eficiente à disputa pela preferência dos usuários. As taxas de transferência suportadas chegam a até 250 MBps, quase cinco vezes mais que a quarta versão do Bluetooth.

Em termos de economia de energia, a Wi-Fi Alliance afirma que o novo formato pode gerar uma economia entre 15% e 40% em relação à tecnologia atual. O produto chega primeiro ao mercado, ainda em 2010, e já está disponível em algumas placas como Atheros, Broadcom, Intel, Ralink e Realtek.

Outro ponto que pode ser definitivo em prol do Wi-Fi Direct é a retrocompatibilidade. Ou seja, mesmo com uma placa nova você continua tendo acesso às versões atuais dos dispositivos, o que garante que a transição seja progressiva e natural.

Conexões P2P

Conexões P2P

Encontrar um ponto de Wi-Fi com boa qualidade de sinal nem sempre é uma tarefa fácil, em especial se você não está nas áreas centrais das grandes cidades. No entanto, encontrar um usuário que esteja utilizando Wi-Fi e disposto a compartilhar o seu sinal é uma probabilidade bem maior.

É justamente essa a aposta da nova tecnologia. Transformar os dispositivos de acesso a um ponto Wi-Fi em replicadores de sinal, ampliando as zonas livres e possibilitando maiores áreas de cobertura do sinal. A grande questão é: até que ponto os usuários estarão dispostos a colocar a sua segurança em risco em prol do benefício de um grupo maior de pessoas?

O Wi-Fi Direct, em alguns casos, eliminaria a necessidade de um roteador como intermediário de sinal, o que para uso residencial ou comercial podem representar soluções mais baratas e práticas para o usuário.

Faça sua escolha: quem vencerá?

O Baixaki já havia abordado o funcionamento das duas tecnologias em artigos específicos para cada uma delas. Você pode conferir mais informações nos artigos “O que o Bluetooth 4.0 tem de novo?” e “Wi-Fi Direct: tecnologia que permite transformar qualquer aparelho em um ponto de acesso”.

Qual das duas tecnologias vai se sobressair no mercado e encontrará mais adeptos? Você pretende atualizar seus equipamentos apenas para que eles se tornem compatíveis com qualquer uma delas? Deixe o seu comentário e participe.

Cupons de desconto TecMundo: