Conectando aparelhos

A PAN, do inglês Personal Area Network, é uma rede (conectada por fios ou wireless) com tecnologia para interligar aparelhos em uma área pessoal, com um alcance de até 10 metros. O objetivo principal é proporcionar a comunicação entre um notebook e os outros dispositivos do usuário (como PDAs, smartphones etc.), por exemplo.

O conceito desse tipo de rede foi criado, em um primeiro momento, por Thomas Zimmerman em conjunto com outros pesquisadores do laboratório de mídia do MIT (Massachusetts Institute of Technology). Posteriormente, a pesquisa foi apoiada também pela IBM.

Ela também é chamada de WPAN, nesse caso, para ressaltar a qualidade de ser uma conexão sem fios (Wireless). Enquanto uma WPAN normalmente utiliza o Bluetooth para o estabelecimento da rede, uma PAN que utiliza fios para estabelecer a troca de dados o faz por meio de USB ou FireWire.

Funcionamento e aplicações

Uma PAN ou WPAN funcionam compondo uma rede de dispositivos operando por meio do tipo de conexão escolhida (Bluetooth, USB etc.). Por meio da configuração dos aparelhos, eles são capazes de operar em conjunto, formando uma rede e trocando informações entre si. A PAN também pode ser utilizada para ligar determinados dispositivos a uma rede maior ou à internet.

A diferença básica entre uma PAN e uma LAN doméstica é que a primeira é centrada em uma pessoa, para a comunicação de um computador com outros dispositivos. Já a LAN é uma conexão local e o objetivo é que ela possa ser utilizada por vários usuários.

A PAN seria uma rede um pouco mais restrita

Além da utilização para a troca de informação entre dispositivos pessoais, a PAN poderia ser aplicada em diversos setores, na substituição dos cabos para a comunicação. Por exemplo, outra aplicação interessante para uma PAN seria no uso de computadores que você pode “vestir” (“wearable computers”). Ela seria a responsável pela comunicação entre os dispositivos que o usuário possui “no corpo” e um computador, por exemplo.

Uma conexão PAN por meio de Bluetooth também é conhecida como “piconet” e pode ligar até oito dispositivos com o aparelho central. O primeiro que for ativado na rede é o “dispositivo mestre” e os outros estabelecem a comunicação com ele (relação “master” – “slave”).

Embora raramente sejam utilizadas nessa forma, também é possível estabelecer uma WPAN por meio de aparelhos conectados por dispositivos infravermelhos.

Segurança

As conexões por meio de uma PAN, utilizando a tecnologia fornecida pelo Bluetooth, ainda são padrões relativamente novos. Dessa maneira, há riscos relacionados ao seu uso (como perda de dados e ameaças de segurança). No entanto, é possível tomar medidas que contornem esses problemas enquanto usando esses tipos de conexão dentro de uma empresa, por exemplo.

Uma atitude positiva nesse sentido é a criação de políticas de segurança e de sigilo dos documentos utilizados. Isso consiste mais em uma conscientização dos usuários do tipo de arquivo que pode ou não ser transmitido enquanto ele estiver utilizando uma PAN ou conexão por Bluetooth. A criação de uma senha e o uso de criptografia dos dados também podem ser grandes aliadas das soluções de segurança.

Políticas de segurança em uma PAN são essenciais

Como as conexões por Bluetooth são praticamente invisíveis em uma rede, também é possível definir que elas sejam estabelecidas somente em pequenas áreas. Dessa forma, fica praticamente impossível que haja o roubo de dados por alguém conectado a uma distância maior do que a permitida.

Agora você sabe o que é uma Personal Area Network e como ela pode ser aplicada. Embora o nome possa ser um pouco diferente, é bem possível que você já aplicasse o uso dela em seu próprio dia a dia e nem soubesse.

Cupons de desconto TecMundo: