A nova tendência do mercado de smartphones é oferecer uma boa experiência ao usuário sem cobrar preços muito altos por isso.

A Blu Products é uma adepta dessa filosofia, e o Studio 5.0C HD uma forma de provar disso. O aparelho ainda não está no catálogo da empresa no Brasil, mas deve estar disponível em breve. Por isso, vamos mostrar para você os principais detalhes desse modelo.

Design

O Studio 5.0C HD é um daqueles dispositivos que chamam atenção de todo mundo em qualquer ambiente. Ele é vendido em cores bem vivas, é grande e segue uma linha de design elegante. O acabamento é muito bem-feito e podemos notar que a empresa deu atenção para os detalhes estéticos. O alto-falante para ligações é da mesma cor da carcaça, há dois pontinhos na traseira do aparelho para o som não ficar abafado, e os acessórios (fones de ouvido, cabo de dados e carregador) são bem apresentáveis.

Para quem acha que os botões de comando do Android ocupam muito espaço na tela, a Blu resolveu utilizar botões capacitivos para essa função. Os controles de volume ficam na lateral esquerda e o botão Power, na direita do smartphone. Na parte de cima, ficam todas as conexões físicas (micro USB e fone de ouvido) e, no fundo, existe apenas um microfone.

Os únicos defeitos que podemos apontar nessa área no Studio 5.0C HD são as escolhas dos materiais de construção e o posicionamento dos botões de volume e energia. O smartphone desliza facilmente das mãos e o vidro não é Gorilla Glass. Desbloquear ou bloquear a tela, muitas vezes, resulta acidentalmente na alteração do volume do aparelho, o que pode irritar em algumas ocasiões.

Tela e interface

A tela é grande e tem resolução HD. Isso garante uma boa densidade de pixels. O display consegue reproduzir cores com fidelidade e tem um aspecto geral muito bonito. Ele é ótimo para leitura, navegação na web, jogos e vídeos.

O que pode pesar contra o aparelho nesse ponto é o fato de os ângulos de visão não serem muito grandes, apesar de estarmos lidando com uma tela IPS (5’’ 720x1280). É possível ver pequenas distorções na tela ao olhar para o smartphone um pouco de lado, mas isso não chega a atrapalhar tanto.

A interface é basicamente a mesma encontrada no Android puro, mas a Blu fez algumas pequenas modificações. O dispositivo vem com o KitKat 4.4.2 de fábrica, mas tem alguns elementos visuais do Jelly Bean: alguns ícones ao lado do relógio aparecem em azul e, na tela de configurações, podemos ver pequenos elementos seguindo esse mesmo padrão.

O launcher também não acessa o Google Now na última tela à esquerda e, para usar o gerenciador de tarefas, você deve manter o botão home pressionado por alguns instantes. De resto, a interface original do sistema está praticamente intocada e a Blu coloca somente dois ou três apps extras.

Desempenho

Esse smartphone tem um processador quad-core de 1,3 GHz e 1 GB de RAM. Não dá para dizer que essas são configurações de um top de linha, mas elas são suficientes para competir no segmento dos intermediários. Usando o dispositivo de forma moderada, realizando tarefas básicas, ele não mostra nenhum problema de desempenho.

Você não deve enfrentar qualquer dificuldade em atividades como mandar mensagens, jogar games casuais, navegar na web e usar apps de redes sociais. Em nossos testes, o Studio 5.0C HD deu conta até de alguns jogos um pouco mais elaborados — como Subway Surfers —, mas nada extremamente avançado. O problema é que o armazenamento interno é pouco (4 GB), e o usuário tem que se virar com uma sobra de apenas 2,2 GB. Sem um cartão de memória para guardar músicas, fotos e vídeos, você poderá ficar muito irritado com este smartphone.

Benchmarks

Para a realização desta análise, submetemos o Blu Studio 5.0C HD a quatro aplicativos de benchmark. São eles: 3D Mark (Ice Storm Unlimited), AnTuTu Benchmark 5, Basemark X e Vellamo Mobile Benchmark (HTML 5 e Metal).

3D Mark (Ice Storm Unlimited)

O teste Ice Storm Unlimited, do 3D Mark, é utilizado para fazer comparações diretas entre processadores e GPUs. Fatores como resolução do display podem afetar o resultado final. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

AnTuTu Benchmark 5

Um dos aplicativos de benchmark mais conceituados em sua categoria, o AnTuTu Benchmark 5 faz testes de interface, CPU, GPU e memória RAM. Os resultados são somados e geram uma pontuação final. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

Basemark X

O Basemark X tem como foco principal mensurar a qualidade gráfica dos dispositivos. Baseado na engine Unity 4, o app aplica testes de alta densidade, mostrando qual dos aparelhos se sai melhor na execução de jogos. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

Vellamo Mobile Benchmark

O Vellamo Mobile Benchmark aplica dois testes ao aparelho: HTML5 e Metal. No primeiro deles é avaliado o desempenho do celular no acesso direto à internet via browser. Já no teste Metal, o número final indica a performance do processador. Quanto maior a pontuação, melhor é o desempenho.

Bateria

O Studio 5.0C HD tem uma boa autonomia. Ele possui um processador econômico e uma bateria de alta capacidade para sua categoria. Isso deixa o smartphone funcionando tranquilamente por um dia inteiro com uso intenso e um dia e meio utilizando o aparelho de forma bem moderada. Em um teste mais metódico, conseguimos drenar toda a carga da bateria em 4horas tocando um vídeo em alta resolução, com WiFi ligado e brilho da tela no máximo.

Esse número do teste de drenagem pode parecer baixo, mas é necessário entender que, em condições extremas, a bateria e o consumo de energia do smartphone se comportam de forma diferente. Por isso, mesmo sobrevivendo ao nosso teste por apenas 4 horas, o aparelho não deve deixar você na mão no meio do dia.

Câmera

É possível fazer boas fotos com o Studio 5.0C HD, mas você tem que ter um pouco de paciência e tentar sempre criar condições ideais. O aparelho tem flash, mas as fotos feitas no escuro com ele não ficam boas. É possível notar uma granulação estranha e as cores ficam distorcidas.

Elementos em movimento nunca são capturados devidamente. É possível notar borrões mesmo quando a pessoa que você está fotografando mexe uma mão. O foco é bem lento, mas depois que consegue ser ajustado, fica muito bom. Apesar desses problemas, o smartphone filma em Full HD a 30 fps. A câmera frontal é mais simples, mas funciona bem e deve ser suficiente para selfies básicas e chamadas de vídeo.

Áudio

Nesse ponto, o modelo da Blu fica devendo um pouco. O alto-falante do aparelho fica localizado atrás, e dois pontinhos na carcaça nunca deixam esse elemento completamente abafado.

O problema é que ele não é muito potente e gera algumas distorções quando o volume fica mais alto. A história é bem diferente com os fones de ouvido, que são confortáveis, têm bom som e foram feitos com material de boa qualidade. Durante ligações, ele não tem um desempenho excepcional, mas é aceitável.

Vale a pena?

O dispositivo ainda não está sendo vendido oficialmente no Brasil, mas, nos EUA, ele tem um preço bastante atraente: US$ 149 sem contrato com operadoras. Isso representa mais ou menos R$ 350 sem impostos. Ou seja, pelo que ele entrega, esse valor está muito interessante.

Avaliar se um dispositivo realmente vale a pena ou não vai sempre depender do seu gosto. O Studio 5.0C HD tem um design elegante, uma tela espaçosa e com boa resolução. Seu desempenho não decepciona, e a bateria não será um problema tão cedo.

Por outro lado, ele não tem 4G nem um bom som, e a câmera pode ser um pouco lenta, mas consegue tirar boas fotos. O fato de vir em várias cores e ter espaço para dois chips também pode pesar na hora da compra. No fim das contas, vale a pena ficar de olho no preço do Studio 5.0C HD no Brasil: se não passar da faixa dos R$ 600, teremos um bom custo-benefício e o aparelho poderá até concorrer com dispositivos de renome, como o Novo Moto G.

Cupons de desconto TecMundo: