A Blackberry acabou de lançar o seu novo smartphone no mercado norte-americano. Estamos falando do Priv, que é o primeiro dispositivo da fabricante canadense a utilizar o sistema operacional Android — depois de um atraso que pode ter custado, inclusive, a sobrevivência da empresa no mercado. Mas será que ele chegou com recursos interessantes e que podem convencer os consumidores a apostarem na Blackberry mais uma vez?

Diversos sites internacionais já tiveram acesso ao Priv e fizeram suas análises sobre o aparelho — que dificilmente será trazido para o Brasil tão cedo. Está curioso para saber o que foi elogiado e o que foi criticado no novo smartphone da Blackberry? Então confira agora mesmo quais são as principais impressões que o dispositivo deixou em todos os jornalistas e analistas que tiveram acesso a ele nos Estados Unidos.

Android customizado

Como já dissemos, essa é a primeira vez que a Blackberry investe no Android. O Priv não chega às lojas com a versão pura do sistema operacional, pois traz uma série de funcionalidades destinadas à produtividade e que dão a cara da Blackberry ao smartphone. Isso foi elogiado pelo The Verge, que destacou o fato de o Priv não surgir com skins pesadas no sistema, deixando tudo mais leve e funcional — porém, com alguns bugs.

Quem também elogiou a "parceria entre funções Android e Blackberry" foi o Engadget, que destacou a boa conexão entre os recursos disponíveis no smartphone. O Gizmodo, apesar de dizer que o sistema está bem fluido, foi bem enfático ao lembrar que se trata de um Android de US$ 700 e que deveria se esperar mais do dispositivo.

Hardware

Não há como dizer que o hardware presente no Priv não merece uma atenção especial. O processador Qualcomm Snapdragon 808 não é o mais potente da atualidade, mas é o que oferece melhor estabilidade — ao contrário do 810, não sofre com superaquecimento e nem com travamento decorrentes dos problemas na temperatura. Esse chip faz companhia aos  3 GB de RAM e, segundo os analistas, oferece resultados bem interessantes.

A tela de 5,4 polegadas também foi elogiada, sendo que o principal argumento estava na pequena curvatura dela — que, segundo o Engadget, garante bastante conforto e segurança na utilização. Por outro lado, o Gizmodo afirma que essa curvatura pode atrapalhar a leitura de itens que estejam mais voltados às bordas do smartphone.

Teclado físico

Apesar de fazer parte do hardware, é interessante avaliar o teclado físico do Priv separadamente. Depois de muito tempo, é a primeira vez que um aparelho Android surge com esse recurso no grande mercado e isso gera algumas controvérsias — apesar de ser uma tentativa da fabricante investir em um novo segmento, sem perder a clientela mais fiel e antiga da empresa.

O TechCrunch foi o site que mais elogiou o recurso — dizendo que ele permite muito conforto e velocidade na digitação, além de trazer várias possibilidades bem interessantes e que podem ser habilitadas por software. O The Verge também embarcou nessa e elogiou bastante o teclado físico Slider que existe no aparelho da Blackberry. Por outro lado, o Engadget foi bem enfático ao dizer que o teclado do Priv "não é ótimo". Apesar de ser a melhor opção atual, ele não seria relevante a ponto de elevar o preço do smartphone aos US$ 700.

Câmera

Por fim, os sites internacionais também avaliaram a câmera digital integrada ao Priv. Com sensor para imagens de até 18 megapixels, a qualidade das fotografias seria bem interessante. O The Verge diz que as expectativas foram superadas até mesmo em ambientes com pouca luz, mas diz também que o dispositivo da Blackberry não oferece tanta velocidade quanto é esperado pelos usuários.

O Gizmodo teve as mesmas impressões, sendo que a principal reclamação fica por conta da demora que o aparelho apresenta na hora de realizar o foco automático dos objetos. O Engadget ainda foi além e elogiou o sistema de estabilização óptica presente no smartphone.

.....

Como você pode ver, o Priv está conseguindo bons elogios, mas grande as críticas também são bem relevantes. Vale dizer que o preço está acima da média do mercado norte-americano, por isso não é possível prever qual será o preço dele aqui no Brasil — se ele vier oficialmente para cá, é claro.

Será que o Priv vai salvar a Blackberry? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: