A maioria dos smartphones produzidos em 2014 seguirão uma certa cartilha de design: tela retangular, alguns botões em volta das bordas e apenas a espessura necessária para comportar os elementos internos e a bateria. Alguém pode argumentar que esse é o design idealizado para celulares, concebido após anos de pesquisa, desenvolvimento e sucesso de vendas. A BlackBerry argumentaria que celulares são assim porque a inovação está morta.

Essa é a frase que a empresa usa em sua última publicação em seu blog para promover o BackBerry Passport de tela quadrada. O post diz que todos nós estamos “empacados em um mundo retangular” e que enquanto o smartphone retangular for considerado “um grandioso e ergonômico design”, o formato “talvez esteja limitando inovações”.

O Passport com tela de 4,5 polegadas e 1440x1440 é “como o IMAX da produtividade” e pode exibir mais informações de uma planilha, páginas da web ou e-books sem muito scroll ou a necessidade de alternar entre os modos retrato e paisagem. Assim como o BlackBerry Q10, ele usado um teclado físico, complementado por algumas teclas na tela.

 Entretanto...

Apesar de o Passport ser recomendado para um melhor uso de planilhas e escrita de textos, a tela quadrada seria bem menos útil para filmes widescreen (16:9) e seu largo design seria bem inviável para o uso com uma única mão.

Espera-se que o Passport apareça ao final de 2014 e que seja lançado junto ao sistema operacional BlackBerry 10.3. Embora a BlackBerry ainda esteja perdendo dinheiro e sua presença no mercado moderno de smartphones seja negligenciada, sua última demonstração financeira indica que as perdas estejam se estabilizando.

Cupons de desconto TecMundo: