(Fonte da imagem: Reprodução/TheNextWeb)

A situação da BlackBerry não é segredo para ninguém, afinal de contas quase todo mundo sabe que a companhia passa por um um momento delicado e está concentrando as suas apostas em um novo CEO — saiba um pouco mais sobre o assunto clicando aqui. Dessa maneira, há quem afirme que a empresa “morreu” (ou seja, está beirando a falência).

Acontece que a própria BlackBerry publicou uma carta aberta para os seus funcionários e parceiros para negar rumores como o descrito anteriormente — eles foram caracterizados como um exagero de concorrentes. A mensagem principal é a de que a companhia não vai ser vendida e vai receber um investimento financeiro da FairFax Financial, de maneira que eles estão “bem vivos, obrigado”.

O pronunciamento também reforçou uma das características que são o orgulho da BlackBerry: a segurança. A carta deixa claro que a empresa continua sendo certificada pelo Departamento de Defesa dos Estados Unidos e que os seus aparelhos são a solução de governos e grandes instituições que desejam dispositivos seguros.

Planos de melhorar e voltar ao que era

Além de tudo isso, entre os pontos citados pelo comunicado está o fato de que a BlackBerry pretende voltar às suas raízes — algo que pode ser muito bom, principalmente para os consumidores. Outra afirmação importante é a de que a companhia não é uma startup que precisa de dinheiro todo ano para continuar funcionando, já que ela tem um público consumidor bastante grande e dinheiro em caixa.

Depois dessas explicações, o CEO da companhia canadense, John S. Chen, alegou que a BlackBerry está realmente concentrada em desenvolver dispositivos, assim como a sua plataforma mobile tem um longo tempo de vida — e a empresa vai estar aberta para se comunicar com seus parceiros para trabalhar da melhor forma possível.

Cupons de desconto TecMundo: