Se o designer Thomas Thwaites fosse brasileiro, certamente já seria conhecido pela alcunha de “cabra-macho”. Aos 34 anos de idade, Thwaites entrou em uma espécie de crise existencial – quem nunca? Perplexo com o rumo da humanidade de um modo geral, esse jovem britânico decidiu fazer um protesto inusitado e viver por três dias como se fosse um animal. Mais especificamente, uma cabra.

Agora, se você acha que chegamos ao ápice da aventura de Thwaites, você está muito enganado. O cara levou a experiência tão a sério que, além de encomendar próteses para se tornar quadrúpede com maestria, passou por experimentos neurológicos para tentar realmente SENTIR como é ser um animal.

Nesse sentido, ele foi submetido a um procedimento chamado de estimulação magnética transcraniana, que consegue interromper algumas atividades cerebrais por um período. No caso de Thwaites, ele ficou temporariamente sem ao menos conseguir falar.

A experiência vai ser contada em detalhes em um livro escrito pelo britânico, que deve ser lançado já em 2016. Se você está se perguntando de onde esse cidadão tirou a ideia bizarra, confira o que ele disse à equipe do blog Page Not Found: “Um dia, eu estava indo atrás do cão do meu sobrinho e ele estava correndo e latindo com grande prazer. Então pensei que seria ótimo ter uma temporada abandonando o meu lado humano”.

Depois desse primeiro insight, Thwaites disse que começou a se perguntar de que forma a Ciência contemporânea poderia ajudá-lo a dar prosseguimento ao seu plano. Segundo ele, foi um xamã que recomendou que passasse esses dias como se fosse uma cabra.

Durante a experiência, Thwaites comeu, andou, bebeu e dormiu como se realmente fosse tal animal. A única restrição foi com relação ao que comia. Diferente dos caprinos, o corpo do britânico, e de todo ser humano, não é treinado para digerir grandes quantidades de grama. Além do mais, ele precisaria também de glicose para ter energia.

Em declaração publicada no Mother Board, Thwaites disse que conseguiu acompanhar as cabras em um processo de migração, se movendo como tal, por mais ou menos 1 km. Detalhe: isso tudo em uma região íngreme, escorregadia e montanhosa nos Alpes Suíços.

Como resultado de seus dias de cabra, Thwaites conta que percebeu o quanto é difícil ter uma percepção real de como é ser outra criatura. Outras informações possivelmente só serão dividas no livro que será lançado em breve pelo britânico.

E você, se tivesse que viver como se fosse um animal, quem você seria? Comente no Fórum do Mega Curioso

Via Mega Curioso.

Cupons de desconto TecMundo: