Se por azar você algum dia se deparasse com uma sucuri — uma daquelas cobrinhas pequenas que podem chegar pesar 150 quilos e medir 7 metros de comprimento — faminta, você provavelmente não ficaria dando sopa e fugiria para as colinas, não é mesmo? Afinal, ninguém gostaria de correr o risco de se transformar em petisco de um desses bichos. Bem, quase ninguém...

De acordo o Discovery Channel, o cineasta e naturalista Paul Rosolie pretende ser engolido vivo por uma sucuri, filmar a experiência e ser regurgitado pelo animal antes de ser digerido. Depois, a aventura gastronômica animal será exibida pelo canal em um documentário chamado “Eaten Alive” — ou “Devorado Vivo” em tradução livre — no dia 7 de dezembro.

Segundo Olivia Solon do Mirror, até o momento não existem muitas informações a respeito de como Rosolie pretende dar continuidade a algo tão insólito como isso, mas, segundo o que foi divulgado pelo Discovery Channel, o cineasta estará vestindo uma roupa — “à prova de cobras” — projetada especialmente para a ocasião que, todos esperam, permitirá que ele saia ileso dessa.

Os envolvidos no espetáculo

Só como curiosidade, as sucuris não são venenosas e os casos de ataque contra humanos, embora não sejam inéditos, são bem raros. Esses animais costumam passar a maior parte do tempo nas águas de rios para facilitar a captura de presas — como capivaras e jacarés, por exemplo — e, apesar de contarem com dentes (eles não têm peçonhas), sufocam suas vítimas até a morte antes de engoli-las. Em outras palavras, o cineasta vai passar por um bom aperto...

Paul Rosolie, por sua vez, se descreve em seu site como sendo um experiente naturalista, autor e cineasta norte-americano especializado em aventuras pelo Brasil, Índia, Peru e Indonésia. Graças às suas aventuras aqui pelas nossas terras, ele ficou conhecido como “Indiana Jones do Amazonas”.

Polêmica

Evidentemente, uma proeza como essas chamou bastante a atenção e, de acordo com Josh Gardner do Daily Mail, já está causando um bocado de polêmica. Há quem especule que tudo não passa de uma farsa ou que a coisa toda poderá ser feita com o uso de uma cobra mecânica ou de efeitos especiais. Além dos céticos, os defensores dos animais também já se manifestaram, e inclusive existe uma petição online para que o documentário seja cancelado.

Rosolie garantiu que nenhum animal será sacrificado durante o banquete, e vamos ter que esperar até o início de dezembro para ver se essa maluquice realmente vai seguir adiante e se tudo não passa de uma jogada de marketing. Por outro lado, se a coisa toda for para valer e tudo correr bem, um homem sendo engolido vivo e depois vomitado por uma sucuri será algo totalmente singular de se ver. E você, caro leitor, o que acha de tudo isso?

Via MegaCurioso

Cupons de desconto TecMundo: