Tem muita gente que fica com nojo quando vê alguém mordendo tampas de caneta, mas há quem ache que isso não é nada demais. Independente de qual dos dois grupos você faz parte, existe uma probabilidade enorme de você ficar chocado com os casos que serão mostrados neste artigo. Pois é, morder tampinha vai parecer coisa de amador.

A revista The Week publicou uma matéria com alguns dos episódios mais curiosos de pessoas que decidiram se alimentar com objetos nada convencionais. O Tecmundo trouxe as novidades para você e foi atrás de mais itens peculiares para deixar a matéria ainda mais divertida – pelo menos para quem não teve de ser operado por causa de moedas.

1. Uma caneta e 25 anos

Uma mulher de 76 anos foi internada em um hospital na Inglaterra com muitas dores intestinais, diarreia e perda de peso. Após alguns exames, os médicos chegaram à conclusão de que ela estava com uma caneta interferindo nas funções digestórias. O problema maior é que ela engoliu a caneta (por acidente) quando tinha apenas 51 anos. Exatamente, 25 anos antes.

(Fonte da imagem: Reprodução/The Week)

2. Bola de pelo? Não são só os gatos que sofrem

Esta história começa de um jeito comum: uma garota de 18 anos chega ao médico sofrendo com vômitos e fortes dores estomacais. O que muda é o final da trama. Em vez de peças de metal ou objetos pontiagudos, o que ela tinha era uma gigantesca bola de cabelos, com quase 15 polegadas e 4,5 quilos. Os médicos disseram que ela tinha uma condição psicológica que a fazia comer o próprio cabelo, mas depois do caso teria se tratado do problema.

3. Magnetização estomacal

Uma menina norte-americana de apenas oito anos foi levada às pressas a um hospital em Indiana (Estados Unidos) por estar com fortes dores. Ela tinha engolido 20 bolinhas de ferro e 10 ímãs, partes integrantes do conjunto Magnetix. Seus pais informaram, na época, que não entendiam as razões para que ela tivesse comido os objetos. Felizmente, duas semanas após a retirada, ela já estava bem.

4. Como não poupar o seu dinheiro

Compre um porquinho, um cofre ou abra uma poupança, mas nunca – nunca mesmo – faça como Kuleshwar Singh. Quase 6 quilos de metal foram encontrados no estômago dele: uma soma de 421 moedas, 197 argolas, 3 chaves e 19 peças de corrente de bicicleta. Os médicos afirmaram que o paciente sofre de esquizofrenia e uma rara condição que o faz comer “itens não nutricionais”.

5. Faqueiros de revista não são nada perto disso

Em 2009, um caso na Holanda chocou a comunidade médica. Margaret Daalman (52 anos) procurou um hospital para relatar que estava sentindo constantes dores na região abdominal. Uma radiografia mostrou que ela tinha nada menos do que 78 talheres no estômago (dúzias e mais dúzias de garfos e facas).

(Fonte da imagem: Reprodução/Smashing Lists)

Foi necessário tirar um por um, até que o estômago da paciente ficasse limpo e a vida dela fosse salva. Quando perguntada sobre as razões que a levaram a comer tanto metal, Daalman afirmou que sofre de um distúrbio de personalidade que a força a comer um talher a cada vez que vai fazer uma refeição.

6. Um irmão gêmeo

Calma, não estamos falando sobre canibalismo. O que aconteceu nesse caso foi bastante complicado. Sanju Bhagat tinha 36 anos (em 1999) e começou a sofrer com fortes dores de barriga, que fizeram com que ele tivesse um enorme inchaço. Para resolver, correu para um hospital na Índia.

Lá, os médicos quiseram operá-lo para retirar o que parecia ser um enorme tumor. Mas para a surpresa de todos, o que havia dentro de Bhagat era um bebê. Quando sua mãe estava grávida, um fenômeno raro fez com que o feto do irmão gêmeo de Sanju fosse alocado dentro do seu estômago. O indiano passou a vida toda com o feto de seu gêmeo agindo como um parasita, que inclusive sugava sangue e nutrientes.

7. Homer Simpson, ele mesmo

Quem comeria uma miniatura do Homer Simpson? Dixie comeu. Por sorte, a cadela conseguiu engolir o Simpson inteiro, sem causar danos ao sistema respiratório. Mesmo assim, a dálmata da Escócia teve de ser operada para retirar o brinquedo, que passou a obstruir toda a sua alimentação e poderia levá-la à morte. 

(Fonte da imagem: Reprodução/Smashing Lists)

8. Quantos mesmo? Dezessete... E de metal

Um peruano de 38 anos chegou ao hospital de sua cidade reclamando de dores na região abdominal. Depois de algumas radiografias, os médicos chegaram à conclusão de que ele possuía 17 objetos de metal no estômago e também na região do cólon. A lista – bem bizarra – incluía facas, canetas e peças de corrente de bicicletas.

Cupons de desconto TecMundo: