Todo tipo de fanatismo acaba, de alguma maneira, sendo prejudicial para as pessoas envolvidas, especialmente quando se trata de assuntos banais. Esse extremismo fez com que um homem russo assassinasse um colega por causa de uma discussão sobre qual marca de placa de vídeo seria melhor: NVIDIA ou AMD.

Ao se encontrarem para tomar algumas vodcas e conversar sobre amenidades, a discussão ficou acalorada

Tudo aconteceu na cidade de Saransk há cerca de um ano, mas o réu só recebeu sua sentença de condenação agora. Os dois homens haviam trabalhado juntos e mantinham um relacionamento de amizade. Ao se encontrarem para tomar algumas vodcas e conversar sobre amenidades, a discussão ficou acalorada.

Do lado esquerdo, Aleksander Trofimov, o assassino; à direita, a vítima Evgeny Lylin

Crime fútil

Aleksander Trofimov, de 37 anos, ao defender que o cooler das placas fabricadas pela NVIDIA era melhor que o da AMD, esfaqueou seu colega Evgeny Lylin, que faleceu na hora. Apesar da morte instantânea, o corpo da vítima ainda foi golpeado mais 11 vezes, o que demonstra o tamanho do descontrole do assassino.

Trofimov foi condenado a nove anos e meio de prisão, uma pena aparentemente pequena tendo em vista a gravidade do crime e todas as qualificações, sem contar o desequilíbrio mental do assassino, que, ao matar um colega por motivo fútil, se apresenta como um perigo para a sociedade onde vive.

Cupons de desconto TecMundo: