Sabe aquelas empresas comandadas por engravatados do século passado que ainda lutam para saber como lidar com o século 21 e têm o lucro máximo como meta? Algo assim acontece com a Rightscorp, uma empresa norte-americano que faz dinheiro gerenciando direitos autorais, os copyrights.

De acordo com o TF, a Rightscorp quer bloquear o navegador de usuários que baixarem conteúdo pirata pela internet. O acesso só seria liberado após um pagamento posterior ao bloqueio. Ou seja: a empresa realmente acredita que seria capaz de fazer isso — sendo ingênua ou tirana, ela está fora de compasso ao achar que conseguiria algo assim.

O Torrent Freak notou que a companhia queria realizar o bloqueio ao criar acordos com provedoras de internet. A ideia, segundo a empresa, é um combate à pirataria mais agressivo.

Será mesmo?

Será que a Rightscorp é essa santa dos direitos autorais e realmente apenas busca um ressarcimento aos artistas? A resposta é: provavelmente, não.

Como notado pelo TF, o último balanço financeiro da Rightscorp mostrou um recorde em perdas líquidas. A empresa perdeu US$ 3,43 milhões (R$ 12 milhões) em 2015 — em 2014, foram perdidos US$ 2,85 milhões (US$ 10 mi). Ou seja, "tudo é dinheiro".

Vale a pena combater a pirataria na internet? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: