Você já deve saber da existência da mais famosa moeda virtual da atualidade, a Bitcoin. Essa novidade da web está se tornando uma espécie de dinheiro internacional com o qual é possível comprar muita coisa na internet. Mas de onde vem tudo isso? Basicamente, você precisa minerar Bitcoins na rede para só então trocá-las por produtos, serviços ou dinheiro de alguma nação independente, como o Real ou o Dólar.

O pessoal do site Motherboard resolveu fazer um documentário para explicar como o processo de mineração de Bitcoins acontece na internet, mas a partir de um ponto de vista real e não virtual. Eles visitaram uma verdadeira mina de Bitcoins no interior da China e produziram o vídeo que você acompanha a seguir. O áudio está em chinês com legendas em inglês.

O processo de mineração de Bitcoins é bastante simples, mas requer tempo, conhecimento ou poder computacional. Há sites com enigmas lógicos e problemas matemáticos que precisam ser resolvidos. Quando você encontra o resultado, a recompensa é uma determinada quantia de Bitcoins.

A finalidade dessa mina visitada pelo pessoal do Motherboard é conseguir o máximo de Bitcoins possível gastando pouco dinheiro para tal. Sendo assim, eles têm um prédio inteiro com inúmeros computadores conectados à internet fazendo cálculos para minerar o dinheiro virtual automaticamente. Tudo isso funciona 24 horas por dia, e  barulho que você ouve no vídeo é das ventoinhas dos computadores.

Muito lucro

O responsável pela mina de Bitcoins comenta que eles conseguem minerar algo em torno de 4.050 Bitcoins por mês. Dada a atual cotação, isso é o equivalente a R$ 6,265 milhões.

Com uma receita dessa magnitude, os donos do negócio estão ganhando uma fortuna mensalmente. O problema é que esse volume está sempre sujeito a alterações de câmbio, uma vez que a moeda ainda é bastante instável, dada a sua pouca experiência de mercado até o momento.

Cupons de desconto TecMundo: