O valor do Bitcoin caiu mais de 20% nesta quarta-feira (3) após a descoberta de um roubo de US$ 77 milhões (R$ 250 milhões) da casa de câmbio Bitfinex, um dos principais negociadores da criptomoeda. A empresa afirma que o ocorrido foi resultado de um hack em seus sistemas descoberto na última quinta-feira — desde então, a companhia decidiu paralisar todas as suas negociações por tempo indeterminado.

“Estamos investigando a brecha para determinar o que aconteceu, mas sabemos que alguns de nossos usuários tiveram seus Bitcoins roubados. Estamos fazendo uma análise para determinar quais deles foram afetados pela brecha. Enquanto conduzimos essa investigação inicial e deixamos nosso ambiente seguro, o bitfinex.com vai ser tirado do ar e a página de manutenção vai ser deixada em seu lugar”, afirmou a companhia.

“Estamos suspendendo as operações atualmente, mas podemos confirmar que a brecha foi limitada a carteiras de Bitcoin; as outras moedas virtuais trocadas pela Bitfinex permanecem seguras”, assegura o texto publicado no site da empresa. O ocorrido surge somente duas semanas após o Bank of England alertar que a criptomoeda é suscetível a diversas falhas, o que resulta na desconfiança de instituições financeiras mais tradicionais.

O roubo fez com que muitos detentores da moeda decidissem vendê-la rapidamente, o que resultou em uma rápida desvalorização de seu valor. No momento em que o roubo aconteceu, cada unidade armazenada pelo Bitfinex valia US$ 650, valor que chegou a US$ 480 — atualmente, o preço pago se estabilizou em US$ 550.

Cupons de desconto TecMundo: