Robô autônomo filtra água poluída para gerar eletricidade

1 min de leitura
Imagem de: Robô autônomo filtra água poluída para gerar eletricidade
Avatar do autor

Pesquisadores da Universidade de Bristol, no Reino Unido, estão trabalhando no desenvolvimento de uma espécie de robô que será capaz de transformar água contaminada em energia elétrica. Conhecido como Row-Bot, o dispositivo flutuante conta com uma célula de combustível microbial que reage com os organismos presentes na agua.

A placa no interior do aparelho é conhecida como MFC e gera dióxido de carbono e H2O quando metaboliza qualquer tipo de matéria orgânica. Segundo os estudos, o dióxido de carbono poderá ser reaproveitado para gerar energia, enquanto que a água liberada estará livre de contaminantes.

A ideia dos cientistas é que o Row-Bot seja capaz de ajudar a limpar mares, rios e lagos no futuro ao atuar como uma unidade autônoma de despoluição. Como a energia gerada pela célula biótica é superior à exigida para o funcionamento mecânico do robô, teoricamente os equipamentos poderão trabalhar indefinidamente sempre e quando haja material orgânico na água.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Robô autônomo filtra água poluída para gerar eletricidade