Quando você pensa a respeito de autenticação biométrica, a primeira coisa que vem à sua cabeça seja a leitura de impressões digitais ou do padrão da íris de seus olhos. No entanto, e se houvesse uma forma por meio da qual você pudesse ser identificado simplesmente pela forma como você pensa sobre determinados assuntos? Por mais incrível que pareça, é exatamente isso que um grupo de cientistas parece ter descoberto.

Liderada por Blair Armstrong, a equipe de pesquisadores Centro Basque de Cognição, Cérebro e Linguagem, na Espanha, observou os sinais emitidos pelos cérebros de 45 pacientes enquanto liam uma lista com 45 acrônimos (siglas) diferentes, incluindo termos como FBI e DVD. Segundo os estudiosos, a cabeça de cada voluntário reagiu de forma diferente aos termos lidos, o que permitiu que o sistema os identificasse com 94% de precisão.

Embora não costume ser fácil analisar sinais cerebrais, a equipe se concentrou na parte do cérebro que está associada à leitura e reconhecimento de palavras, o que facilita bastante as coisas. Por enquanto, o método ainda depende da instalação de eletrodos para que funcione, mas Armstrong acredita que a técnica pode ser aprimorada para que, em algum momento do futuro, possa substituir o uso de leitores de digitais e outros recursos biométricos.

E você, o que acha da ideia de um celular capaz de ler sua mente para se desbloquear? Ou de uma fechadura que só se abre quando percebe a sua forma de pensar sobre certos temas? Acha que esse é o caminho do futuro ou uma novidade assustadora? Deixe sua opinião nos comentários.

Cupons de desconto TecMundo: