Você deve se lembrar da máquina que transformava fezes em água e outros subprodutos comercializáveis apresentada por Bill Gates há algum tempo, não é? A iniciativa foi impulsionada pelo criador da Microsoft e, agora, já tem uma unidade plenamente funcional em Dakar, no Senegal.

A cidade tem um grave problema sanitário, já que o sistema de esgoto não chega a maior parte da população, especialmente aos pobres. Essas pessoas precisam esvaziar suas fossas manualmente e, nesse processo, contraem inúmeras doenças. Com o “Janicki Omni Processor” ou JOP, um caminhão é enviado para as residências carentes e recolhe mecanicamente as fezes e urina.

O excremento é levado até o processador e, com isso, é produzida água potável e material de construção, como blocos para pavimentação e outras finalidades. No primeiro vídeo em que Bill Gates apresentou essa máquina, ele chegou a beber um copo da água proveniente dela, e aprovou o sabor e a qualidade.

Depois desse sucesso em Dakar, a empresa responsável pela construção do JOP está trabalhando em melhorar a tecnologia e torná-la mais eficiente. Já existem planos para instalar mais unidades em outras regiões da África, mas Gates explica em seu site que isso não é tão simples quanto parece, uma vez que envolve burocracia em várias esferas de governo.

De qualquer maneira, a iniciativa de Gates foi basicamente mostrar que é possível fazer fezes renderem dinheiro e, por tabela, melhorar a qualidade de vida de pessoas pobres que não têm esgoto tratado na África.

Cupons de desconto TecMundo: