A Microsoft e a Apple são as maiores companhias de computação do mundo e têm uma rivalidade que já dura décadas. Apesar da oposição de ideias, Bill Gates e Steve Jobs sempre tiveram um respeito mútuo e, posteriormente, até se tornaram amigos próximos, participando de entrevistas e realizando atividades juntos por anos.

Um novo livro sobre o fundador da Apple está em produção, chamado de “Becoming Steve Jobs”, e Bill Gates foi um dos entrevistados para contribuir com o conteúdo da obra. Alguns trechos com comentários do CEO da Microsoft foram revelados, demonstrando um tom brincalhão sobre a amizade dele com Jobs.

Steve Jobs se daria bem na Microsoft? “Ele seria terrível”

O livro será lançado neste mês nas lojas americanas, mas algumas palavras de Gates já foram reveladas. Quando perguntado sobre como Jobs se sairia no cargo de presidente da Microsoft, ele respondeu: “Ele teria sido terrível”. Fique tranquilo, a resposta é apenas uma brincadeira que um amigo faria com o outro.

O trecho citado acima se refere ao modo não convencional de trabalho do falecido fundador da Apple, que não seria a melhor escolha para dirigir a Microsoft, uma empresa com métodos e ideais diferentes.

Bill Gates disse também que o nome da obra deveria ser “Não Tente Isso em Casa”, referenciando o nível de dificuldade de todas as conquistas que Jobs conseguiu na vida. O respeito entre os dois CEOs foi tão grande que Jobs manteve uma carta do amigo no leito de morte.

Cupons de desconto TecMundo: