(Fonte da imagem: Reprodução/Flickr/Devos)

Sempre que os filmes de Hollywood mostram a juventude dos “nerds”, o fazem de maneira bastante caricata. É comum que os viciados em computadores apareçam com pouco traquejo social e apenas um pensamento na cabeça: garotas. Mas pelo visto esse estereótipo não existe apenas na ficção. Pelo menos é o que mostra a biografia de Bill Gates, ex-CEO da Microsoft e criador do sistema operacional Windows.

No texto de Joel Ransley (em inglês, que pode ser acessado por este link), está relatado um evento bastante curioso sobre a vida do programador. Contratado pela própria escola para criar um software de divisão dos alunos em turma, Bill Gates montou alguns códigos que fariam com que ele sempre fosse colocado em classes com mais garotas do que garotos.

Ransley conta ainda que Bill Gates fabricava softwares para as empresas quase gratuitamente. Ele não cobrava pelos códigos, mas em troca podia estudar programação com os computadores, que na época não eram acessíveis para usuários domésticos. Você já sabia que ele tinha usado seus conhecimentos para esse tipo de atividade?

Cupons de desconto TecMundo: