Bill Gates, o fundador da Microsoft e reconhecido filantropo, começou nesta semana uma nova campanha para ajudar a população pobre da África subsaariana. A ideia é doar galinhas para pessoas que vivem com cerca de US$ 2 (R$ 6,70) por dia para que elas possam criar essas aves e vendê-las nas ruas.

Segundo constatou a organização filantrópica Bill and Melinda Gates, criada por ele e sua esposa, uma galinha tem o preço médio de US$ 5 (R$ 16,90) nas em cidades e vilas de países africanos pobres.

Se ele conseguir incentivar uma pessoa a vender 250 aves em um ano inteiro, ela já sai da linha da extrema pobreza, uma vez que teria a receita de US$ 1.250 (R$ 4,2 mil), contra o mínimo de US$ 700 (R$ 2,3 mil), que ganha uma pessoa considerada extremamente pobre.

Galinhas?

Mas por qual razão ele está apostando em galinhas para ajudar pessoas pobres da África a terem uma vida menos difícil? Ele conseguiu perceber que há uma imensa demanda pela ave em países pobres daquele continente pelo fato disso representar uma comida nutritiva e relativamente barata.

Dessa forma, quem consegue criar as aves não apenas tem a oportunidade de lucrar um bocado com a venda delas, mas também consegue alimento para si mesmo com os ovos. Em seu blog, Gates Notes, ele escreveu que, se estivesse em uma situação em que fosse preciso viver com apenas US$ 2 ao dia, ele criaria galinhas para melhorar sua vida.

Gates criaria galinhas para melhorar sua vida

Apesar de ter descoberto uma forma inteligente de ajudar pessoas necessitadas, Gates quer você o ajude nessa empreitada. Se você ler este artigo, assistir ao vídeo acima e responder a uma pergunta no final da leitura, ele promete doar um bando de galinhas para uma família pobre em seu nome.

Claro que ele não precisa da aprovação dos internautas para fazer o que está fazendo, mas a ideia é educar e engajar os cidadãos do mundo a respeito do que acontece em locais extremamente pobres. Você vai tentar ajudar?

Cupons de desconto TecMundo: