Quem nunca assistiu ao filme “De Volta para o Futuro” e ficou com vontade de ter um skate flutuante igual ao do Marty McFly? Pois bem, o sonho pode estar prestes a se tornar realidade, porém com algumas modificações. Durante a Paris Air Show, a startup britânica Malloy Aeronautics, em parceria com o Departamento de Defesa dos Estados Unidos, anunciou o desenvolvimento de uma “bicicleta planadora”.

O dispositivo funciona de modo semelhante a um drone. A meta é fazer com que ele substitua o trabalho feito por um helicóptero comum, economizando parte dos gastos e dos recursos exigidos. Segundo Grant Stapleton, diretor de marketing e vendas da Malloy. Os rotores do aparelho protegem o piloto em caso de acidentes e batidas – sejam elas em outras pessoas ou objetos.

Planando por aí

Outra vantagem da bicicleta planadora é que ela custa muito mais barato que um helicóptero e gasta bem menos combustível, podendo ser controlada pelo piloto ou de modo automático. Para comprovar a estabilidade do projeto, os engenheiros da Malloy produziram modelos em escala de um terço e os venderam para arrecadar fundos para a versão em tamanho real.

As hélices do aparelho são sobrepostas e protegidas, visando assim reduzir o peso, a área da plataforma e o impacto dos rotores. Na Paris Airshow, os desenvolvedores explicaram que o governo americano demonstrou interesse no projeto devido às suas multitarefas. Por exemplo, com a bicicleta possível levar as tropas por terrenos difíceis, transportar alimentos ou medicamentos.

Além disso, uma vez que a Hoverbike funciona com ou sem tripulação, há como usá-la como método de vigilância. Por ora, a empresa firmou parceria com o governo americano e não tem previsão de quando uma versão estará pronta para ser vendida ao público. Entretanto, Stapleton defende a Malloy continua sendo uma marca independente e que pretende lançar o projeto em outros mercados.