As bicicletas estão cada dia mais presentes no cotidiano urbano, mas nem todos os ciclistas querem se desgastar fisicamente em suas locomoções — seja por conforto ou mesmo por alguma limitação existente. Por causa disso, o mercado de bikes elétricas aumentou muito nos últimos anos, sendo que a crescente presença delas nas lojas e nas ruas é uma das grandes provas disso.

Mas existe uma questão que vem incomodando bastante os “ciclistas-elétricos”: a bateria. É comum que eles sejam obrigados a retirar as baterias a cada vez que precisam recarregá-las, levando até o escritório ou para casa a fim de conectá-las a alguma tomada. Isso parece simples, mas pode ser um incômodo em diversas situações. Mas uma nova bicicleta pode acabar com isso.

Trata-se da Solarbike, que traz novas possibilidades aos consumidores. Ela conta com um motor elétrico similar ao de outras bikes, mas a bateria é bem diferente, pois é abastecida com energia capturada por painéis solares. Isso mesmo, ela dispensa o uso das tomadas e das trocas de baterias para ser automaticamente carregada com a radiação que é emitida pela luz solar.

Para a captação solar, os desenvolvedores da Solarbike instalaram dois painéis circulares (um em cada uma das rodas) da bicicleta. A bateria com carga máxima é capaz de garantir autonomia para quase 60 quilômetros, sendo que a velocidade máxima atingida é próxima dos 50 km/h. Apesar de uma grande promessa para o mercado, ainda não existem planos para a chegada comercial dele.