O Sol está brilhando forte lá fora e não existe nada mais legal do que passar a tarde pedalando no começo das férias. Muita gente pensa dessa forma, mas às vezes parece que as bicicletas não são mais tão divertidas quanto eram antigamente. Um dos motivos para isso é a pouca adaptação delas à tecnologia, pois boa parte das bikes continua com os mesmos padrões de décadas atrás. Mas um grupo de engenheiros decidiu ir além.

E assim surgiu a “Copenhagen Wheel”, criada em uma parceria entre estudantes do MIT e a cidade dinamarquesa de Copenhagen — que, segundo os criados do projeto, é considerada a capital europeia da inovação para ciclistas. O sistema funciona de um modo bem interessante, agregando funções de bicicleta elétrica às bikes comuns, fazendo com que elas se transformem em “veículos híbridos”.

Motor na roda

Tudo o que os consumidores que comprarem a Copenhagen Wheel têm que fazer é substituir a roda traseira da bicicleta pela roda especial. Na parte colorida dela, existem várias estruturas que serão responsáveis pela recarga da bateria e também pela movimentação do motor embutido. Essa energia vem também da energia armazenada no momento das frenagens, fazendo com que um “KERS” seja colocado nas bikes.

Esse motor não funciona para fazer com que os ciclistas deixem de pedalar. Ele é apenas um assistente de força, fazendo com que as pedaladas fiquem mais leves, tanto em momentos de percurso em linha reta quanto em subidas. Graças ao sistema de controle inteligente, a Copenhagen Wheel ainda reconhece a inclinação das ruas para saber como e quando aplicar mais energia para os proprietários.

(Fonte da imagem: Reprodução/Super Pedestrian)

Não existe nenhuma ligação de cabos entre a roda e outras estruturas. A conexão para o controle é feita via smartphone, graças a um sistema WiFi. O aplicativo para smartphones é o responsável pelo controle da roda, além de permitir o acesso a informações completas sobre rotas, perfis de utilização e diversos outros dados importantes para os ciclistas.

E aí, você gostaria de ter uma Copenhagen Wheel? Ela já está em pré-venda no site da Super Pedestrian e chegará às lojas pelo preço de US$ 700. Ainda não há qualquer informação sobre a vinda oficial do aparelho para o Brasil, mas seria muito interessante que o mercado nacional pudesse contar com algo assim. Será que teremos que esperar muito?