(Fonte da imagem: Reprodução/Priority Designs)

Quem tentou comprar uma bicicleta já deve ter se deparado com as dezenas de opções disponíveis. São modelos voltados para áreas urbanas, passeios mais radicais, corridas, carregar galão de água e para mais uma série de outras finalidades. No entanto, e se você tivesse uma bike que fizesse o sentido inverso, ou seja, se adaptasse de acordo com a sua necessidade?

Pois é exatamente essa a proposta da Continuously Ergonomic Race Vehicle — ou CERV, para os íntimos. Com um design bem diferente das bicicletas que estamos acostumados a ver, ela abandona os conceitos de correntes e garfo para trazer uma estrutura que se altera em diferentes situações.

Como pôde ser visto no protótipo apresentado durante a EuroBike 2012, a altura do guidão é facilmente regulável, o que vai ajudar muita gente. Graças a uma estrutura ligada ao quadro, esse apoio se torna móvel, o que faz com que o ciclista adapte o design da bicicleta de acordo com o que o momento exige.

(Fonte da imagem: Reprodução/Priority Designs)

Quem já tentou pedalar em uma ladeira deve ter imaginado como essa característica pode ser útil. No caso de uma subida, por exemplo, a pessoa pode trazer o guidão para mais perto de seu corpo, o que oferece mais estabilidade na hora de fazer força nas pernas. Já na descida, sua distância com roda diminui, criando a aerodinâmica ideal para aumentar a velocidade.

No entanto, o CERV ainda precisa de alguns ajustes antes de começar a ser comercializado. O principal desafio dos engenheiros está na remoção do garfo, que pode trazer alguns problemas de equilíbrio e controle para o ciclista. Ainda que a bicicleta traga um sistema de direção bem semelhante ao utilizado por carros, parece que o resultado não foi tão satisfatório, o que vai exigir mais algum tempo até que você tenha uma dessas na garagem de casa.

Fonte: Priority Design