(Fonte da imagem: Reprodução/Brano Meres)

Você certamente já viu imagens de caças militares que utilizam tecnologias tão avançadas que são praticamente invisíveis a radares inimigos. Além de altamente perigosos e letais, eles também trazem um design altamente avançado e feito especialmente para passar despercebido de equipamentos e rastreamento. Pois saiba que esse tipo de recurso não é mais exclusividade da aeronáutica bélica e você pode ter algo muito semelhante em sua bicicleta.

Embora a ideia pareça bem absurda, o projeto da X-9 Nightwalk feito pelo engenheiro mecânico Brano Meres é realmente cheio de estilo e vai deixar os amantes do ciclismo de queixo caído. Embora a bike não consiga passar despercebida por radares — afinal, quem monitora a aproximação de bicicletas? —, ela utiliza um pouco do conceito desses caças para oferecer o melhor desempenho nas suas pedaladas.

O grande segredo da X-9 Nightwalk não é apenas seu visual aerodinâmico, mas a forma com que seu quadro é composto. A ideia desenvolvida por Meres está exatamente em criar uma estrutura composta por vários hexágonos ligados de forma semelhante a um favo de mel, permitindo a construção de algo sólido e resistente, mas sem ser pesado.

(Fonte da imagem: Reprodução/Brano Meres)

Além disso, o material escolhido para isso também chama a atenção. Esses pequenos hexágonos são feito de aramida — a mesma fibra sintética usada em placas Kevlar — e revestidos com fibra de carbono. Como resultado disso, temos uma bicicleta que pesa apenas 1,4 quilos, muito mais leve do que outros veículos semelhantes.

No entanto, segundo o criador da “bike stealth”, essa nunca foi sua grande preocupação. De acordo com Meres, seu objetivo era usar essas estruturas hexagonais para construir algo sólido e resistente, de modo semelhante ao que a indústria de aeronaves faz. Seu principal propósito era exatamente chegar a um ponto de equilíbrio entre esses dois elementos — o que a X-9 Nightwalk conseguiu fazer muito bem.