A BenQ é reconhecida mundialmente por suas soluções em displays. No Brasil, a expertise da companhia se destaca pelos monitores gamers, mas ela busca conquistar um novo mercado: o dos projetores.

A fabricante taiwanesa já trouxe vários modelos para cá, mas o W1070+ se destaca entre os tantos produtos deste segmento. Compatível com resolução Full HD e capaz de projetar imagens mesmo em ambientes com excesso de iluminação, este modelo é bastante versátil.

Graças às várias conexões, o consumidor pode conectar múltiplos dispositivos e obter experiência de ponta. O destaque, no entanto, fica para o suporte à tecnologia de transmissão wireless, mas será que o investimento vale a pena? Acompanhe nossa análise para saber se este aparelho é uma boa opção para você.

Especificações

Design chamativo

O BenQ W1070+ é um produto moderno que traz um design diferenciado. O visual é composto essencialmente por componentes nas cores branca e prata. A parte da frente tem um arranjo bem simples, dedicado exclusivamente para a lâmpada e o cooler de tamanho avantajado. Gostamos de ver que a BenQ incluiu uma tampa para proteger a lâmpada.

Na parte de cima, o ajuste de foco fica em uma área de baixo relevo, evitando possíveis esbarrões que poderiam prejudicar a regulagem. Os botões de configurações ficam todos juntos, posicionados em local de fácil acesso. A navegação nos menus é bem simples através deste painel, mas o controle que acompanha o projetor é ainda mais fácil de usar.

Atrás, o espaço é dominado pelo amplo leque de conexões. Há entradas HDMI, USB, D-Sub, AV e Vídeo componente. Aqui também há espaço para o cabo de energia e ligações para cabos de áudio. As laterais são preenchidas por frestas que ajudam na ventilação do produto, onde há uma mescla de retas e hexágonos.

A base conta com três apoios que servem para o ajuste de posicionamento na vertical. O suporte frontal está ali justamente para regular o ângulo de projeção, enquanto um dos pés traseiros pode ser regulado para garantir que a imagem seja adequadamente regulada na horizontal.

Alta qualidade de imagem e muito brilho

De acordo com a BenQ, este modelo pode gerar uma imagem de até 100 polegadas quando o projetor está a 2,5 metros de distância do painel de projeção. Obviamente, esta especificação é a recomendação para que o consumidor tenha o maior tamanho de tela possível sem perder foco ou definição.

Em teoria, a alta capacidade da lâmpada do BenQ W1070+ é capaz de mostrar ótimos resultados mesmo em ambientes com excesso de iluminação. Capaz de entregar 2.200 ANSI Lumens, este modelo realmente se mostrou versátil em nossos testes, de modo que tivemos boas experiências mesmo em locais com as luzes acesas.

Não se trata de um projetor ideal para cenários abertos, em que há incidência direta da luz solar no painel ou na parede de projeção, mas um pouco de luz não deve atrapalhar em nada a qualidade geral das imagens. O produto traz diversas regulagens para fazer compensações em situações extremas.

Em locais mais escuros (com luzes apagadas e portas fechadas), nós percebemos que o BenQ W1070+ consegue resultados ainda mais impressionantes. A qualidade fica quase como se estivéssemos em um cinema. Filmes com resolução Full HD — mesmo aqueles reproduzidos via Netflix — ficam muito nítidos e com cores bem reguladas.

Wireless e 3D, mas só com kit adicional

Uma grande vantagem do BenQ W1070+ é a compatibilidade com a tecnologia de transmissão wireless. Infelizmente, o aparelho não vem com o componente de recepção de sinal instalado no interior, sendo necessário adquirir um kit separadamente, mas certamente é um ponto que vale ser mencionado, já que deve garantir muita praticidade.

O funcionamento do modo wireless é bastante simples, uma vez que o kit é de instalação descomplicada e se conecta automaticamente ao projetor a cada inicialização. A alimentação do componente sem fio também é realizada através do projetor, o que significa que não é preciso uma conexão de energia adicional.

Graças às antenas internas do kit wireless, o alcance sem fio é de até 30 metros para locais sem barreiras. O tempo de transmissão entre a fonte de conteúdo e o dispositivo é de alguns poucos milissegundos, o que é de suma importância para garantir a sincronia com o áudio.

É importante mencionar ainda que o W1070+ tem suporte para reprodução de conteúdos em 3D. A BenQ não envia os óculos, sendo necessários adquiri-los separadamente, mas o sistema de projeção já vem preparado para esse tipo de tecnologia, o que facilita muito as coisas.

Som de cinema — ou quase lá

Projetores dificilmente oferecem uma experiência completa em entretenimento, já que os sistemas sonoros instalados geralmente deixam muito a desejar quanto à potência de som. Não só isso, mas também temos a questão da fidelidade, que é prejudicada em detrimento de uma equalização que ressalta os agudos para que o consumidor possa usufruir do som.

Felizmente, o BenQ W1070+ não faz parte dessa gama de produtos, já que traz componentes de áudio mais robustos, os quais permitem desfrutar de um bom filme sem precisar de caixinhas de som externas.

O sistema de som de 10 watts é ideal para salas pequenas, pois preenche muito bem o ambiente sem qualquer distorção. O nível de volume é apropriado até mesmo para ambientes com algum nível de ruído, o que também se mostra especialmente útil devido ao sistema de refrigeração que já gera certo barulho.

A equalização do áudio prioriza médios e agudos, com algum nível de grave, mas não espere uma experiência de cinema, pois não há um subwoofer dedicado para dar um reforço nos sons de baixa frequência. Apesar desse detalhe, a experiência é satisfatória e não temos do que reclamar, já que a BenQ caprichou neste aspecto.

Calorento e barulhento

Apesar de demonstrar alta qualidade, o BenQ W1070+ não é um projetor ideal para todas as situações. Em nossos testes, ficou bem claro que o “excesso de potência” do produto pode ser um problema grave em algumas situações, principalmente quando estamos tratando de ambientes mais apertados.

Para gerar uma grande quantidade de luz, a lâmpada aumenta significativamente de temperatura, deixando as proximidades mais aquecidas. Não estamos falando de um calorzinho perceptível apenas na saída de ar, mas de um calor que deixa todo o ambiente mais quente.

Nós testamos o projetor sobre uma mesa, o que não é muito aconselhável no dia a dia. Talvez, ao usar um suporte apropriado para fixar o aparelho no teto, esta questão do calor excessivo seja amenizada. Vale constatar que, aparentemente, não há forma simples de resolver totalmente este problema, então o jeito é se acostumar.

É importante considerar que este projetor usa dissipação do tipo ativa, ou seja, há um sistema de ventilação que usa ventoinhas de alta velocidade para garantir o bom funcionamento do dispositivo. Há múltiplas saídas de ar que ajudam o aparelho a permanecer ligado durante várias horas sem apresentar problemas de superaquecimento.

Obviamente, essa é a única forma de refrigerar a lâmpada, só que as limitações de espaço e os tamanhos das ventoinhas acabam gerando um problema ainda maior: o barulho excessivo. O sistema de ventilação não incomoda muito na hora de assistir a um filme ou curtir músicas, mas ele certamente é um problema durante o uso do sistema.

Claro, o defeito se agrava quando o projetor está muito próximo do espectador, então a instalação em um local mais distante pode ajudar a amenizar o problema. Em nossos testes, o decibelímetro marcou valores próximos de 30 dB. Este é um inconveniente recorrente em projetores, mas é algo que precisamos constatar já que é um aspecto negativo do produto.

Alto consumo energético

Durante os testes, nós realizamos algumas medições no consumo de energia com a ajuda de um dispositivo chamado Kill a Watt, que informa diversos detalhes quanto à corrente, à potência e à tensão.

Bom, nós já sabemos que dispositivos que trabalham com a geração de luminosidade são verdadeiros vilões na questão do consumo de energia elétrica, e com o BenQ W1070+ não é diferente, já que a lâmpada de alta potência acaba sendo um verdadeiro problema nesse sentido.

Mesmo que você não tenha qualquer produto ligado ao projetor, o mantendo apenas no modo de espera (sendo possível aqui acessar o menu e as configurações), este modelo já consome 300 watts tranquilamente. Esse valor sobe um pouco quando o aparelho está em uso completo, mas não chega aos 350 watts.

A lâmpada de 240 watts é a principal responsável pelo alto consumo, mas é claro que o sistema de refrigeração, os circuitos internos e até mesmo o sistema de som contribuem para essa conta. Se você pensa em economia, possivelmente um modelo compacto deve ser mais adequado nesse sentido.

Vale a pena?

No fim das contas, o BenQ W1070+ é um ótimo projetor tanto para uso doméstico quanto corporativo. A alta qualidade na projeção é um dos principais trunfos do aparelho, mas a compatibilidade com tecnologia de transmissão wireless também é um diferencial que agrega valor ao produto.

Ficamos satisfeitos com a lâmpada de alta potência, a qual demonstrou ótimos resultados em diferentes ambientes. A ampla quantidade de conexões também deixa o aparelho mais interessante, já que é possível conectar celulares, notebooks, DVD players e outros tantos aparelhos. O sistema de som também merece destaque, pois deixa a experiência completa.

Infelizmente, os inconvenientes quanto ao calor excessivo do aparelho e ao barulho incômodo proveniente do sistema de refrigeração acabam pesando contra, bem como o consumo elevado, que deve ser problemático no fim do mês quando a conta de energia chegar.

Em nossas pesquisas, nós encontramos o BenQ W1070+ porpreços que partem de 4,5 mil reais. O valor é um pouco alto se considerarmos que a lâmpada apresenta potência mais baixa do que outros modelos que são até mais baratos.

Entretanto, pensando na questão da resolução Full HD, da compatibilidade com tecnologia 3D e outras funcionalidades, o valor acaba sendo bem justo. Se você não dispensa a alta qualidade na projeção e quer um produto versátil, certamente este modelo vale a pena.

Você acha que vale a pena investir em um projetor? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: