Na noite do dia 8 de maio, o mercado financeiro, em especial o segmento tecnológico, foi movimentado de forma relevante ao ser noticiado que a Apple estaria comprando a Beats por US$ 3,2 bilhões — o que mais tarde chegou a ser confirmado por Dr. Dre, dono da empresa de equipamentos de áudio.

Porém, a negociação estaria demorando mais que o esperado, e em meados da semana passada os rumores indicavam a concretização da venda até o fim desta semana. Agora, os boatos são bem mais pessimistas e alegam que a transação comercial foi abandonada.

De acordo com uma publicação do Billboard, os principais motivos para o negócio ir por água abaixo seriam:

  • O valor estimado acima do preço real da Beats;
  • A dificuldade da empresa da Maçã encontrar um lugar para “encaixar” alguns acionistas da companhia de áudio em sua estrutura (incluindo Dr. Dre e Jimmy Iovine); e
  • A aparição do cantor e seus parceiros (todos aparentemente bêbados e falando vários palavrões, como você pode conferir abaixo) em um vídeo no qual ele gaba por estar se tornando o primeiro rapper bilionário — comportamento que está bem longe do posicionamento mais conservador da Apple.

Além disso, o site 9to5Mac encontrou em uma rede social baseada em publicações anônimas, o Secret, uma postagem de um suposto funcionário da Maçã informa que as conversas entre as empresas foram encerradas sem terem chegado a um acordo. Contudo, o fato de o site de relacionamento prezar pelo anonimato não dá muita credibilidade para tal especulação.

Caso você esteja se perguntando o que teria levado a Apple a comprar a Beats, não deixe de conferir esta matéria com os cinco possíveis motivos por esse interesse.

Cupons de desconto TecMundo: