O inventor das baterias de íon-lítio, John Goodenough, está envolvido em uma nova iniciativa que pode ajudar a revolucionar novamente essa área. Ele está trabalhando junto a um time de pesquisadores da Universidade do Texas no desenvolvimento de novos componentes seguros e econômicos que usam íons de sódio como base de funcionamento.

As baterias como as conhecemos possuem três partes: um “anodo”, um “catodo” e um “eletrólito”. Reações químicas nesse último componente causam um acúmulo de elétrons no anodo carregado negativamente, que fluem através de um circuito para o catodo carregado com cargas positivas.

A aposto no sódio como um substituto para o lítio é econômica, visto que o elemento usado atualmente é bastante raro, o que aumenta custos de produção. Apesar de já existirem, baterias de íon-sódio sofrem com problemas relacionados a performance, peso e segurança, o que as torna inaptas para o uso comercial.

Caminho para o desenvolvimento comercial

Goodenough acredita ter encontrado um material para servir de catodo feito de um material atóxico e barato que pode mudar esse cenário. “No núcleo dessa descoberta há uma estrutura básica do material que esperamos que vá encorajar pesquisadores a descobrir materiais melhores para o desenvolvimento das baterias de íon-sódio”, afirmou Preetam Singh, membro do time de pesquisadores.

“Acreditamos que nosso material oferece uma estrutura básica boa para o desenvolvimento de novos materiais que podem eventualmente transformar baterias do tipo em uma realidade comercial”, complementou Singh. Infelizmente, até o momento ainda não há uma previsão de quando os consumidores vão poder se beneficiar do avanço.

Cupons de desconto TecMundo: