Se você costuma chorar por causa da bateria do seu celular, em breve será possível que as lágrimas se tornem sorrisos. Isso porque uma equipe de cientistas da Universidade de Stanford inventou a primeira bateria de alumínio de alto desempenho. Ou seja, ela tem o carregamento muito mais rápido, possui longo tempo de duração e ainda é muito barata.

"Nós desenvolvemos uma bateria recarregável de alumínio que pode substituir as existentes em muitos dispositivos, como as alcalinas, que fazem mal ao meio ambiente, e as de íon-lítio, que podem explodir", disse Hongjie Dai, professor de química na universidade. "Agora, as nossas baterias não pegam fogo, mesmo que você queira que isso aconteça".

A descoberta foi relatada no jornal científico Nature. Há várias décadas os pesquisadores tentam utilizar o alumínio como material de baterias, principalmente pelo seu custo baixo e capacidade alta de armazenamento. O desafio era encontrar materiais capazes de produzir voltagens suficientes após ciclos repetidos de carregamento e descarregamento.

Como ela funciona?

Essa "nova" bateria possui dois eletrodos: um ânodo carregado negativamente feito de alumínio e um cátodo carregado positivamente. A diferença, segundo Dai, é que eles "acidentalmente descobriram que uma simples solução seria usar grafite para o cátodo, que é basicamente carbono".

Para fazer a bateria funcionar, os pesquisadores uniram o ânodo de alumínio, o cátodo de grafite e um eletrólito líquido iônico dentro de uma “bolsa” revestida por polímero flexível. Em números, ela pode suportar mais de 7,5 mil ciclos de recarregamentos, enquanto uma típica de íon-lítio dura cerca de mil ciclos.

"Milhões de consumidores usam baterias AA e AAA de 1.5 volt. Nossa bateria de alumínio recarregável gera em torno de 2 volts de eletricidade. Isso é maior que qualquer pessoa já alcançou com este tipo de material antes", finalizou Dai.

Se você quiser acompanhar o anúncio da descoberta, clique aqui.

Cupons de desconto TecMundo: