Uma startup chamada Qnovo afirma ter desenvolvido uma tecnologia que constantemente checa e ajusta a energia durante a recarga para fazer com que as baterias voltem ao 100% mais rapidamente e tenham ciclos mais duradouros. O método é original (a maioria das criações na área envolve carregadores, não processos) e tem alta demanda (carregamento constante e fraco demais é uma reclamação atual de donos de tables e smartphones).

Composto de apenas um chip e um software (sendo que a peça serve apenas para deixar o processo ainda melhor), o equipamento é capaz de carregar um dispositivo em um terço do tempo. Ele ainda melhora o ciclo de vida das baterias de íon-lítio, que são naturalmente desgastadas por processos químicos desencadeados nas recargas convencionais.

Além disso, após apenas quinze minutos de recarga com a tecnologia Qnovo, é possível usar o aparelho por 6 horas. Nesse caso, via USB ou sem fio, só há uma hora de uso.

O processo é esperto e não envia toda a energia de uma vez ao aparelho, o que poderia estragá-la rapidamente. No método, um pulso enviado à bateria recebe uma resposta que envolve o status da fonte de energia, como qual a temperatura e quantos ciclos restam. A partir desses dados, o software faz modificações em tempo real que otimizam o carregamento de forma "saudável" a ambos os aparelhos, otimizando o processo sem causar degradação.

O CEO da Qnovo afirma que conversas com certas fabricantes já estão adiantadas e alguns smartphones devem oferecer a tecnologia já em algum momento de 2015.

Cupons de desconto TecMundo: