Quantas vezes você ouviu a sua mãe dizer “filho, pare de brincar com essa pilha” – frase nostálgica, né? Mas você sabe por qual motivo ela dizia isso? Bem, por motivos óbvios, já que a pilha é um tipo de bateria que possui hidróxido de potássio (KOH) – um agente cáustico extremamente perigoso em virtude de ser corrosivo e tóxico, podendo causar problemas respiratórios e danificar a pele e os olhos.

No caso de um aparelho eletrônico, assim que uma pilha vaza e deixa vestígios corrosivos, muitas pessoas acham que o dispositivo foi literalmente “para o saco” – de lixo, no caso, mas não faça isso, ok? Vamos comentar sobre como descartar uma pilha usada no decorrer do texto.

Dicas de cuidado são sempre bem-vindas

Se você é daqueles que adoram combinar uma pilha velha (especialmente de outra marca) com uma nova só para “quebrar um galho”, por favor, pare de fazer isso. Pode até parecer uma boa ideia no começo, mas saiba que isso pode reduzir o rendimento das baterias e até aumentar o risco de um vazamento inesperado.

Lembre-se de manter sempre limpo o local de armazenamento da pilha para evitar qualquer tipo de problema. Para limpar, utilize uma borracha ou pano a cada troca de pilhas. Pode parecer bobagem, mas procure se certificar sempre de que as baterias foram inseridas no aparelho de maneira apropriada.

Na hora de guardar as suas baterias, escolha sempre um local seco para evitar grandes oscilações de temperatura. Quando as pilhas estão expostas ao calor excessivo ou ao frio exagerado, os riscos de vazamento são muito maiores. Engana-se quem pensa que colocar uma pilha na geladeira ou freezer vai fazê-la durar mais – as temperaturas menores não fazem milagres e definitivamente não servem como carregadores.

Os postos de coleta de pilhas estão presentes em pontos de venda como supermercados e varejos. As pilhas devem ser usadas e descartadas da maneira correta para ajudar o meio ambiente através da redução de resíduos sólidos. Vale ressaltar novamente que nunca se deve jogar nenhuma pilha no lixo doméstico.

Limpando o vazamento de pilhas

Para que a limpeza seja feita corretamente, você vai precisar neutralizar a bateria vazada e, para isso, é bom ter em mãos algum tipo de ácido caseiro, como suco de limão ou vinagre. Não se esqueça de que você vai lidar com um componente que pode trazer riscos à saúde, portanto, será preciso se proteger adequadamente.

Coloque o ácido caseiro em um cotonete para esfregar o líquido tóxico que contaminou as superfícies do seu aparelho e os possíveis contatos elétricos. Você também pode utilizar uma escova de dentes para agilizar a limpeza do seu dispositivo.

Tome cuidado para não cometer a terrível besteira de usar água para neutralizar o líquido vazado. A água não vai ajudá-lo, muito pelo contrário, ela vai apenas decretar a falência do seu aparelho.

Depois de finalizar todo o processo de limpeza, basta secar o local adequadamente e deixar o aparelho em algum ambiente aberto para que possa ficar totalmente seco. Coloque pilhas novas apenas se você tiver certeza de que o dispositivo está seco.

Caso a bateria que tenha vazado seja uma pilha ácida, em vez de recorrer ao ácido caseiro, utilize bicarbonato de sódio (fermento) com um pouco de água e uma escova de dentes ou cotonete. Assim como na limpeza do vazamento da pilha alcalina, você deve se proteger corretamente.

É altamente recomendável que você não coloque água diretamente no ácido, já que essa mistura pode ocasionar um dano irreversível no seu aparelho. Após a limpeza, coloque o seu dispositivo para secar em um local aberto e ventilado.

Caso você tenha alguma outra sugestão que possa contribuir com o nosso artigo, não deixe de opinar em nossos comentários. 

Cupons de desconto TecMundo: