(Fonte da imagem: Baixaki/Tecmundo)

Quem depende de um smartphone para a realização de atividades cotidianas sabe o quanto pode ser desesperador ficar sem bateria. Em uma sociedade cada vez mais conectada ao mundo digital, muitas vezes a falta de acesso a um dispositivo portátil funcional significa perder um email importante ou deixar de ter como se comunicar com os amigos.

Assim, não é incomum criar o hábito de conectar o aparelho à tomada quando chegarmos em casa, mesmo que isso ocorra somente durante alguns instantes. Afinal, os 5% ou 10% extras de bateria que isso proporciona podem fazer bastante diferença em casos de emergência (ou simplesmente dar uma oportunidade extra para você interagir no Twitter).

Recentemente, vem circulando pela internet um texto que recomenda que, ao conectar seu smartphone na tomada, deixá-lo no “modo avião” faz com que ele seja recarregado mais rapidamente. Algo que faz sentido, já que, quando essa opção é ativada, todas as conexões do aparelho são encerradas, o que significa que ele está gastando menos energia para funcionar.

Porém, em vez de simplesmente aceitar isso como um fato, o Tecmundo decidiu pôr essa afirmação à prova. Para isso, utilizamos cinco aparelhos — iPhone 4, iPhone 5S, Galaxy S3, Galaxy S4 Mini e Nokia Lumia 925 — para tentar comprovar se esse modo diferenciado realmente faz diferença na hora de realizar recargas rápidas em um aparelho celular.

Metodologia empregada

Para tentar comprovar a teoria, recarregamos os aparelhos três vezes durante um período de 10 minutos nas seguintes condições: ligado com a conexão WiFi ativada, ligado com o “modo avião” e totalmente desligado. Em seguida, comparamos os resultados para ver se a ausência de conexões realmente faz diferença na hora de realizar uma recarga rápida do aparelho.

Vale notar que sabemos que uma medição precisa entre as diferenças exigiria que recarregássemos os aparelhos diversas vezes a partir de um ponto em que eles estivessem sem energia. No entanto, optamos por seguir a metodologia descrita no parágrafo acima como forma de nos manter fiéis às informações que estão sendo divulgadas pela internet.

Resultados





*Particularidades do Windows Phone 8 não permitem desligar o smartphone durante a recarga

Conclusão

Pelo que pudemos observar durante os testes realizados, embora seja possível notar uma ligeira diferença na velocidade de recarga em alguns aparelhos, ela se mostra irrisória na maioria dos casos. Ao menos quando são seguidas as condições impostas (recargas de somente 10 minutos de duração), faz pouca diferença você deixar seu aparelho ligado normalmente ou acionar o “modo avião”.

Caso você queira realmente ganhar alguns minutos a mais de uso, recomendamos desligar o aparelho totalmente antes de conectá-lo a uma tomada. Porém, não espere que isso sirva como uma grande vantagem, já que, quando há ganhos, eles em média ficam na casa dos 3% ou 4%, valor que pode ser considerado de pouco impacto a longo prazo.

Em resumo: ao menos em períodos de tempo curtos, não há vantagens evidentes em ligar o “modo avião” antes de conectar seu aparelho à tomada. Embora você vá deixar de receber ligações ou notificações indesejadas durante esse período, dificilmente essa opção vai resultar em um incremento grande na quantidade de carga registrada em seu smartphone.

Cupons de desconto TecMundo: