Criar uma bateria superpoderosa é um dos principais objetivos que temos no mundo da tecnologia. O problema é que até agora nunca foi encontrada uma boa solução para isso: as baterias atuais são inevitavelmente lentas para carregar e possuem uma baixa capacidade de armazenar energia. Já os capacitores, considerados a principal alternativa, carregam absurdamente rápido, mas descarregam a uma velocidade ainda maior.

Muitos cientistas acreditavam que a resposta seria criar o que eles chamam de “supercapacitor”, um capacitor capaz de ser carregado rapidamente e que conseguisse armazenar grandes quantidades de energia. E é claro que ninguém teve sucesso na criação dessa bateria utópica.

Descoberta por acaso

Entretanto, uma pesquisa feita por um estudante da UCLA, que buscava novas maneiras de fabricar folhas de grafeno, acabou criando acidentalmente um supercapacitor. E o mais incrível é que a tecnologia utilizada no processo usa métodos incrivelmente simples – basta adicionar uma camada líquida de óxido de grafite em um CD, inseri-lo em um leitor de DVD com LightScribe e usar o sistema para “secar” a camada de grafite.

A eficiência do disco de grafeno resultante da experiência é simplesmente impressionante. Como descrito no vídeo acima, um pequeno pedaço do supercapacitor conseguiu manter um LED aceso por cinco minutos após apenas dois segundos de carregamento.

Com isso, é provável que o modo como nos preocupamos com baterias se torne algo muito mais banal. “Imagine se você pudesse pegar esse aparelho, conectá-lo à tomada por 30 segundos ou um minuto e estar pronto para sair” disse Richard Kaner, professor da UCLA.

Cupons de desconto TecMundo: