(Fonte da imagem: iStock)

Quando pensamos em baterias para equipamentos eletrônicos, logo temos que nos lembrar de vários pontos que precisam ser atendidos pelo material: potencial para a reserva e cessão de energia aos aparelhos e também estabilidade — afinal de contas, de nada adianta uma bateria com carga excelente quando isso significa o perigo iminente de explosões, não é mesmo?

Pois pesquisadores acabam de criar um material que pode aliar esses dois conceitos em uma mesma estrutura. Tratam-se das baterias de sódio, que podem até mesmo roubar o mercado dos materiais criados com lítio no futuro. Recentemente, pesquisadores conseguiram criar um sistema baseado em sódio-ar que conseguiu resultados melhores do que os baseados em lítio-ar (repare que não estamos falando de lítio-íons).

A grande vantagem deste novo sistema em relação aos modelos utilizados anteriormente pelos cientistas está na estabilidade. Para as reações que resultam na descarga de energia elétrica necessária para o abastecimento dos aparelhos eletrônicos, o sistema utiliza o oxigênio atmosférico.

Apesar de ainda estar em fase inicial de testes, o sistema já tem conseguido resultados satisfatórios e isso deve significar mais investimentos nas pesquisas. Ainda é impossível comparar as baterias de sódio com as existentes no mercado e isso pode permanecer desse modo por vários anos. Um dos grandes culpados disso é o limite de recargas, pois em menos de dez delas os sistemas já estão inutilizados.

Cupons de desconto TecMundo: