(Fonte da imagem: Reprodução/Infosur Hoy)

Em um momento histórico para a Bolívia, Evo Morales anunciou a primeira usina de transformação de lítio no país. O elemento será transformado em vários tipos de baterias, em quantidades impressionantes. Metade de todo o lítio do mundo está na Bolívia. Há tanto do elemento que seria o suficiente para fazer baterias para quase 5 bilhões de carros elétricos.

A Comibol, empresa estatal responsável pela exploração do lítio, afirma que a Bolívia é capaz de produzir cerca de 5 mil toneladas de carbonato de lítio por ano, podendo chegar a 30 mil toneladas por ano até o ano de 2016. Com isso, o país ficaria lado a lado com o Chile, maior produtor mundial de lítio.

Até agora, a expectativa é que a Bolívia tenha cerca de 5,4 milhões de toneladas de lítio, quase o dobro do Chile (3,3 milhões) e com uma grande distancia da Argentina (2,7 milhões), no entanto são apenas estimativas.

Tanta quantidade de lítio pode ter um grande impacto na Bolívia, mas também pode ajudar na popularização de carros elétricos. Embora as informações sobre a quantidade de lítio boliviano ainda não sejam confirmadas, especialistas já dizem que a abundância do material pode realmente mudar a forma de transporte em poucos anos.

Cupons de desconto TecMundo: