Pelo visto, o futuro dos dispositivos móveis será realmente dobrável. Mas não apenas pelas diversas pesquisas na criação de telas flexíveis, já que o Instituto de Ciência e Tecnologia Avançada da Coreia do Sul criou aquela que pode ser a solução de energia para as próximas gerações de aparelhos: uma bateria que pode ser dobrada.

No entanto, essa novidade não significa apenas uma redução no tamanho dos smartphones e tablets, por exemplo. Isso porque, de acordo com Keon Jae Lee, criador do conceito, essa flexibilidade da bateria permite que ela mantenha a energia mesmo quando dobrada ou até mesmo torcida.

Segundo o site Tech Crunch, esse tipo de proposta pode ser de grande utilidade aos fabricantes de e-readers e tablets, que podem investir em aparelhos mais finos e próximos do papel, deixando a leitura próxima da experiência tida em um livro ou revista de verdade.

Para chegar a esse resultado, a equipe de Jae Lee colocou íons recarregáveis de lítio em uma espécie de película ultrafina, o que permite a maleabilidade necessária. Além disso, segundo os pesquisadores, a grande descoberta não está apenas no fato de se tratar de algo flexível, mas de permitir que isso aconteça sem resultar em uma variação de tensão.

Embora nenhuma grande fabricante de dispositivos móveis tenha se pronunciado sobre a possível utilização comercial, é inegável o potencial que esse tipo de novidade tem a oferecer para as próximas gerações de aparelhos. Só esperamos que tudo isso se torne realidade e não apenas uma invenção a ser engavetada.

Fonte: Tech Crunch

Cupons de desconto TecMundo: