Não há dúvidas de que com o evoluir da tecnologia de nossos dispositivos móveis e  com a chegada das redes sem fio, houve uma enorme diminuição no tempo de duração da bateria dos celulares, que foram de vários dias para até menos de 24 horas, em alguns casos. Mas e se pudéssemos diminuir esse gasto sem “piorar” os smartphones?

Em um artigo publicado no site da Universidade de Michigan, o professor de engenharia e ciência da computação Kang Shin e o estudante de doutorado Xinyu Zhang afirmam ter encontrado uma solução simples, mas inteligente, para esse problema: uma vez que boa parte da bateria dos celulares é usada pelo o Wi-Fi, basta fazer com que ele não trabalhe tanto quando não está em uso.

Uma folga para seu Wi-Fi

O sistema criado por eles, chamado E-MiLi (Energy-Minimizing Idle Listening), introduziria ao smartphone um “modo subconsciente”. Este modo diminuiria o desempenho da placa Wi-Fi para apenas 1/16 de sua frequência quando não está se comunicando com outros aparelhos, mas voltaria para a velocidade máxima sempre que recebesse uma nova informação.

O resultado disso é uma economia de bateria de aproximadamente 54%, mesmo em redes movimentadas, podendo chegar em até 92% se combinado com o modo de economia de energia.

De acordo com Shin, o segredo do E-MiLi está em sua capacidade de identificar quando um sinal é endereçado para o aparelho, “assim como você consegue reconhecer que alguém está chamando seu nome mesmo se estiver 90% sonolento”.

Se esse sistema deixou você empolgado, aqui vai uma boa notícia: Shin também afirmou que seriam necessárias apenas atualizações de software e firmware para usar o E-MiLi. Além disso, a comunicação com outras pessoas que não utilizam ele funcionaria normalmente. Mas não adianta esperar por isso tão cedo, pois a tecnologia ainda não tem previsão de chegar ao mercado.

Cupons de desconto TecMundo: