Unindo eletrodos e silicone líquido em padrões que são invisíveis ao olho humano, pesquisadores da Universidade de Stanford, nos Estados Unidos, conseguiram criar uma bateria transparente totalmente funcional.

De acordo com o Dr. Yi Cui, elas são similares aos modelos que usamos no dia a dia (nos testes, a armazenagem foi equivalente à metade de um exemplar comum sem transparência) e podem vir a integrar gadgets em poucos anos.

Combinando a nova tecnologia com telas e chipsets transparentes, poderemos ter smartphones, tablets, PCS e video games capazes de praticamente sumir dos nossos olhos quando desligados.

Como foi feito?

Para realizar o projeto, os cientistas usaram a técnica de litografia para cunhar baterias de silício com pequenas grades na superfície. Esses orifícios serviram de base para pingar um líquido especial de silicone, capaz de conferir transparência ao dispositivo.

(Fonte da imagem: ExtremeTech)

Em seguida, uma das peças foi coberta de eletrodos positivos, enquanto a outra foi coberta de eletrodos negativos. Por fim, as baterias foram alinhadas para que a luz passasse através das lacunas entre as grades e a montagem foi completada com um eletrólito feito de gel transparente.

Cupons de desconto TecMundo: