(Fonte da imagem: Reprodução/BuzzFeed)

Você acha que o seu emprego é ruim? Então espere para conhecer a oportunidade de trabalho que o Chatroulette criou. O serviço de bate-papo com vídeo que virou febre entre os internautas em 2010 contratou 32 pessoas para “caçar” os usuários (em sua grande maioria, homens) que insistem em exibir a genitália em suas conversas.

A iniciativa da empresa que mantém o serviço é acabar com a exibição de material impróprio, eliminando o rótulo negativo da marca. Muitos usuários utilizam o Chatroulette para estabelecer conversas mais “acaloradas” e, como a conexão entre os usuários é feita de forma aleatória, é comum visualizar pênis alheios na tela do PC.

Como era de se imaginar, os homens eram a maioria dos usuários do serviço, com aproximadamente 90% do total de acessos. Segundo Andrey Ternovskiy, criador do Chatroulette, a equipe de funcionários contratada é a última cartada para a remoção do material impróprio.

Os “engraçadinhos” que ostentarem seus pênis no serviço serão bloqueados imediatamente pelos moderadores. Além dessa medida, devem ser empregados sistemas eletrônicos para a remoção automática de imagens suspeitas.

Cupons de desconto TecMundo: