Tecnologia limpa, baixo custo de manutenção e performance dinâmica são algumas das características do Quadrofoil, o primeiro barco elétrico capaz de "voar sobre as águas". Definido como uma embarcação hidrodinâmica de uso pessoal (PWC), o veículo navega praticamente sem emitir som algum a uma velocidade máxima de 40 Km/h.

Outro destaque do barco é o fato de que nenhuma onda é produzida durante a navegação. As quatro lâminas posicionadas debaixo do Quadrofoil funcionam como um tipo de elevador. Ao atingir certa velocidade, o veículo eleva-se sobre a água, “planando” sobre ela. O efeito conseguido pelos engenheiros se deve à troca de pressão entre os “aerofólios” e água.

Com comprimento de três metros, baterias de 10 kWh, dois lugares e peso de 100 Kg, a embarcação poderá ser adquirida a partir de março de 2015 pelo preço aproximado de US$ 28 mil (ou cerca de R$ 70 mil). Um sistema de direção integrada faz com que a condução do barco seja realizada de modo estável.

A invenção é indicada para uso em rios com fraca correnteza e lagos – navegações em mar aberto não são, naturalmente, suportadas pelo Quadrofoil. Um sistema anti-colisão garante segurança aos passageiros da máquina (o impacto entre lâminas, água e casco é amenizado por um robusto sistema de redução de vibrações). Projetada para ser um veículo de lazer de luxo, a embarcação pode ter sua bateria recarregada completamente em até 2 horas.

Construído por um time de especialistas eslovenos composto por engenheiros, entusiastas e visionários, a invenção é tida também como o primeiro barco de uso pessoal do mundo completamente elétrico. A encomenda de Quadrofoil já pode ser feita por meio do site da fabricante (acesse-o aqui). “Ao contrário do Titanic, Quadrofoil realmente não afunda. O casco é oco, então, mesmo no pior dos cenários, o barco irá flutuar”, afirmam os criadores do veículo.