Os medidores de banda larga móvel da Anatel. (Fonte da imagem: Reprodução/Anatel)

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) possui uma meta mensal que deve ser atingida pelas operadoras que oferecem banda larga móvel no país – e, no mês de agosto de 2013, três das grandes empresas que disponibilizam esses serviços no Brasil não atingiram o resultado esperado.

TIM, Vivo e Oi foram reprovadas em estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Norte e Paraná em vários quesitos, como disponibilidade e, principalmente, velocidade instantânea.

A chamada "velocidade instantânea" é o valor de upload e download em um determinado momento de navegação. A meta a ser batida é de 95% da velocidade, mas as operadoras ou passam raspando ou não atingem a margem (em São Paulo, por exemplo, a TIM obteve 92,13%, enquanto a Vivo do Paraná registrou 93,80%).

(Fonte da imagem: Reprodução/Anatel)

Em velocidade média, que registra maior tempo de uso da internet móvel, as operadoras conseguiram atingir as metas. O relatório completo você confere clicando aqui. Até dezembro, mais estados devem ser avaliados.

Internet fixa

A Anatal mediu também a disponibilidade e a velocidade na banda larga fixa oferecida no Brasil. Operadoras como Algar, GVT, NET, Ajato, Oi e Sercomtel ultrapassaram a maioria das metas, mas escorregaram em alguns quesitos. A Oi ficou abaixo da média no Rio de Janeiro, por exemplo, mas diz que está analisando os dados para investir em operações.

Cupons de desconto TecMundo: