(Fonte da imagem: MCTI)

Foi firmado na última quarta-feira, 6, um acordo que levará conexões de banda larga com até 40 Gbps para universidades do estado de São Paulo. Trata-se de um resultado direto da condição imposta à operadora Telefônica, quando esta adquiriu a parte que correspondia à Portugal Telecom na Vivo.

O projeto deve garantir à Rede Nacional de Ensino e Pesquisa melhores conexões “a 800 instituições” de ensino, conforme explicou o diretor geral da RNP, Nelson Simões, durante evento realizado no Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação.

Entre as beneficiadas estão a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), o Instituto Federal de São Paulo (IFSP) e a Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Todas passam a contar com conexões que variam de 1 Gbps (IFSP) a 40 Gbps (ligação entre USP e Unicamp).

Embora considere que os 13 campi já contemplados estejam entre os mais importantes do estado, a RNP afirma que futuras negociações com a operadora de telefonia devem incluir outros 50. Trata-se do projeto “Veredas Novas”, que tem por objetivo levar internet de alta velocidade a todos s campi de universidades e institutos de ensino e pesquisa do interior do país — o que deve ocorrer até o final de 2014. A RNP pretende que mesmo as instituições interioranas tenham conexões de, pelo menos, 100 Mbps.

Cupons de desconto TecMundo: