Não há dúvidas de que a tecnologia certamente torna a nossa vida mais fácil de diversas formas, simplificando uma série de tarefas que antigamente teríamos que fazer cautelosamente com as próprias mãos. No entanto, por mais que isso traga benefícios de produtividade e qualidade de vida no curto prazo, quando as novidades se tornam parte da rotina, elas podem abrir espaço para algumas situações perigosas. E isso já está acontecendo com os pilotos de aviões dos EUA.

De acordo com o Departamento de Transporte (DoT, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, os profissionais norte-americanos de aviação têm dependido demais de sistemas automatizados. Além disso, a instituição afirma que a Administração de Aviação Federal (FAA, também no idioma estrangeiro) sequer tem cuidado para que os pilotos recebam o treinamento necessário para operar os aviões manualmente.

Em um relatório de auditoria publicado recentemente, o órgão chega a afirmar que “diversos acidentes recentes, incluindo a queda do voo 214 da Asiana Airlines em julho de 2013” são provas dessa situação. Casos como esse demonstram como profissionais que costumam depender de automação estão sujeitos a cometer erros durante emergências e eventos em que são forçados a assumir controle manual das aeronaves.

Vigiando os vigias

“A agência está desperdiçando oportunidades importantes de garantir que os pilotos mantenham as habilidades necessárias para voar com segurança e se recuperar no caso de uma falha na automação no console de voo ou outro evento inesperado”, afirma o relatório. A FAA atua na regulação das velocidades e altitudes em que o piloto automático dos aviões pode ser ativado, além de solicitar que os profissionais recebam autorização antes de executar certos procedimentos automatizados.

Segundo o inspetor geral assistente do DoT, Matthew E. Hampton, a agência não tem reforçado essas obrigações com a intensidade que deveria. Além disso, ele acusa a FAA de não verificar se os pilotos estão recebendo o treinamento apropriado para os procedimentos necessários para mudar do modo automático para o controle manual.

Embora ainda estejamos relativamente longe de viver em uma sociedade onde a utilização de veículos autônomos nas ruas seja o padrão, a situação também levanta questionamentos a respeito da possibilidade de que o mesmo poderia acontecer com os motoristas. Enquanto isso, a questão da aviação é algo que não somente já vivemos hoje, mas que pode resultar na morte de centenas de pessoas em cada acidente causado pelo despreparo dos pilotos.

Você acha que as tecnologias autônomas podem nos levar a desaprender como fazer as coisas por conta própria? Comente no Fórum do TecMundo