O mundo das invenções encontrou hoje uma ousada proposta para o mercado. A Boeing, conhecida pelo seu desenvolvimento aeroespacial, patenteou nas últimas semanas uma nova tecnologia nos Estados Unidos que envolve lasers e explosões nucleares para movimentar as aeronaves no céu.

Segundo o documento oficial do cartório de patentes do país, a proposta é de produzir uma turbina com uma câmara de fusão e dois sistemas de laser apontando para um único ponto. Os materiais nucleares, como deutério e trítio, seguirão até esse ponto por meio de uma cavidade minúscula, onde serão vaporizados e causarão uma pequena explosão nuclear.

O resultado disso seria uma corrente muito forte que seria direcionada para uma saída, ajudando na propulsão da nave. Além disso, a parede interior da turbina seria revestida de um material que poderia gerar uma fissão nuclear, como o uranium-238. No contato com os nêutrons, eles gerariam calor que seria captado pelo sistema e convertido em energia elétrica.

Todo o processo é explicado melhor pelo canal do YouTube PatentYogi, que você encontra em inglês logo abaixo.

É claro que esta é só uma proposta que foi patenteada pela empresa, não representando ainda qualquer produto em desenvolvimento. Mesmo que os futuros testes possam apontar o sucesso da ideia, é bem possível que muitos tenham o receio de viajar em um veículo que produz pequenas explosões nucleares.