De acordo com a Sita, os brasileiros são os que mais usam smartphones para ajudar no embarque em aviões. No total, 6,3 mil passageiros foram entrevistados em 15 países. A pesquisa mostra que 43% dos viajantes nascidos no Brasil usam regularmente gadgets para reservar e comprar voos. A média global é de 31%.

A pesquisa também mostra que somos os mais esperançosos: 65% dos brasileiros em aeroportos gostariam que as companhias aéreas remarcassem voos automaticamente em caso de atrasos — globalmente, a taxa é de 55%.

Também ficamos na frente quando foi pesquisada a intenção de usar mais o smartphone daqui a dois anos em serviços de avião. Os brasileiros ficaram com uma porcentagem de 71%, enquanto os europeus marcaram 57% e os norte-americanos fecharam em 50%.

De acordo com o vice-presidente da Sita Brasil, Mauro Pontes, esses dados apenas explicitam que o brasileiro costuma adotar novas tecnologias com mais velocidade e menos resistência — já os norte-americanos são conversadores e esperam as novidades "virarem moda".

As empresas TAM e Gol comentaram que a tecnologia utilizada para este fim reduz o tempo necessário para o embarque em até 50%, e que também houve um aumento de 95% nos usuários de aplicativos no último ano, respectivamente.