André Borschberg e Bertrand Piccard já fizeram um voo cruzando os EUA com a primeira geração do seu avião movido a energia solar, mas agora eles estão preparados para uma aventura muito maior e mais desafiadora. O conceito “Solar Impulse 2” decolou ontem de Abu Dhabi em uma viagem que pretende dar uma volta ao mundo. Ao todo, os engenheiros acreditam que serão 500 horas divididas em vários voos.

O maior trecho vai durar cinco dias inteiros sem pousar. Não ficou claro como a logística desse voo será realizada, já que o avião não tem um segundo cockpit para o copiloto, mas imaginamos que eles já tenham bolado uma técnica de revezamento dentro da aeronave.

De acordo com o Slashgear, o plano dos dois é fazer alguns discursos sobre energia renovável nas localidades em que pousarem. Com isso, eles pretendem fazer as pessoas enxergarem essa possibilidade como algo viável para uma variedade de aplicações, inclusive para voar.

Teoricamente, o avião Solar Impulse 2 poderia permanecer voando para sempre, já que sua aerodinâmica e “engenharia leve” conseguem mantê-lo no ar indefinidamente. As baterias são capazes de guardar energia suficiente para muitas horas de voo mesmo sem sol. Contudo, essa máquina não é muito veloz. A velocidade média do avião é de 70 km/h. Contudo, chegar rápido aos destinos não é exatamente o grande objeto aqui.

Todo o itinerário da viagem estará disponível em breve no site do projeto, que mostra também várias informações em tempo real. Há inclusive uma transmissão em vídeo ao vivo da cabine.