Em outubro do ano passado, nós noticiamos que a Empresa Brasileira de Aeronáutica (Embraer) apresentou oficialmente o KC-390, avião cargueiro desenvolvido para a Força Aérea Brasileira. Na manhã de ontem, dia 3 de fevereiro, a aeronave realizou seu voo inaugural, conforme publicação do Ministério da Defesa.

O protótipo do KC-390 saiu do chão pela primeira vez as 10h10, no horário de Brasília, e seu voo durou 1h19. O avião levou dois pilotos de teste e dois engenheiros a sobrevoarem uma área rural em torno da fábrica da Embraer em Gavião Peixoto, no interior do estado de São Paulo.

Com 35,20 metros de comprimento, essa aeronave é considera a maior já projetada e produzida no Brasil. Seu compartimento de carga tem 18,54 metros de comprimento, 3,45 metros de largura e 2,95 metros de altura, sendo capaz de transportar armamentos, peças de artilharia, blindados e até outras aeronaves semi-desmontadas. Ele seria capaz ainda de carregar 80 soldados ou 64 paraquedistas equipados ou 74 macas mais uma equipe médica.

As poderosas turbinas do KC-390 permitem que ele transporte até 23 toneladas e atinja a velocidade máxima de 870 km/h. O projeto deste avião envolveu mais de 50 empresas brasileiras, além de companhias sediadas na Argentina, Portugal e República Tcheca. Foram gastos R$ 7,2 bilhões na compra de 28 unidades da aeronave, as quais devem ser entregues ao longo de 12 anos. A primeira delas deve ocorrer em 2016.

"O KC-390 será a espinha dorsal da aviação de transporte da Força Aérea Brasileira. Da Amazônia à Antártica, a frota de 28 aeronaves terá um papel fundamental para os mais diversos projetos do Estado brasileiro, da pesquisa científica à manutenção da soberania", comentou o Tenente-Brigadeiro do Ar Nivaldo Luiz Rossato, Comandante da Aeronáutica.