Um novo conceito vai atrair os corajosos – e afastar de vez quem tem pânico de viajar por vias aéreas. A companhia britânica Centre for Process Innovation (CPI) pretende remover as janelinhas dos aviões e substituí-las por telas sensíveis ao toque. Dessa maneira, os passageiros poderão observar tranquilamente o exterior da aeronave enquanto estão muito acima do chão.

O intuito é usar telas ultrafinas de alta definição OLED, as quais exibiriam os céus por meio de câmeras acopladas na parte exterior da aeronave. Dessa maneira, seria possível “voar” sobre as nuvens e ver ainda melhor as pequenas casinhas lá embaixo. Uma das vantagens em remover as janelas é que o avião também ficaria mais leve, o que reduziria o uso de combustível e diminuiria os custos de voo.

De acordo com os especialistas, cada 1% de redução no peso do avião equivale a 0,75% de economia no combustível. A ideia futurista também inclui a inserção de painéis que exibam quaisquer imagens que o cliente queira e que elas mudem apenas ao mover os olhos.

Não olhe para baixo!

O doutor Jon Heliwell, representante da CPI, informou: “Seguindo bem a lógica, vamos tirar todas as janelas – é isso que eles fazem com aviões de carga. O que os passageiros podem fazer a respeito? Pense bem, só as pessoas que costumam se sentar próximas às janelas é que vão se importar”.

As telas seriam criadas usando diodos de emissão de luz orgânico (OLED), que é uma combinação de materiais que por si só já oferecem luz própria quando ativados pela eletricidade. Segundo o doutor Helliwell, a ideia pode se tornar realidade dentro de 10 anos, assim que alguns “elementos-chave” no desenvolvimento de OLEDs forem finalizados.

“Estamos falando sobre isso agora, pois bate com a linha de desenvolvimento que eles tinham na indústria aeroespacial”, explicou o doutor.